quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Ciumento é ferido a golpes de terçados

Francisco da Cruz Lima, 45, foi atingido com um terçado na noite desta quarta-feira (06), no Bairro da Várzea, e conduzido ao Pronto Socorro de Cruzeiro do Sul com vários cortes na região da cabeça. De acordo com informações da polícia, o responsável pelas agressões, Altemir Francisco Almeida Jaminawas, 24, o Caboquinho, afirmou que teria desferido os golpes porque a vítima já havia tentado contra a sua vida por questões de ciúmes.


Francisco da Cruz Lima, 45, foi atingido com um terçado na noite desta quarta-feira (06), no Bairro da Várzea, e conduzido ao Pronto Socorro de Cruzeiro do Sul com vários cortes na região da cabeça. De acordo com informações da polícia, o responsável pelas agressões, Altemir Francisco Almeida Jaminawas, 24, o Caboquinho, afirmou que teria desferido os golpes porque a vítima já havia tentado contra a sua vida por questões de ciúmes.

Eram pouco mais de 23 horas quando Francisco da Cruz Lima, morador da Avenida Desembargador Távora, foi surpreendido pelas terçadas que atingiram a cabeça, a orelha esquerda e parte da nuca. Ele foi socorrido por uma equipe do SAMU e submetido a um procedimento cirúrgico de emergência, logo que chegou ao Pronto Socorro da cidade.

Policiais militares foram acionados e, horas após, conseguiram prender o acusado próximo ao terminal rodoviário. Ao chegar à Delegacia de Flagrantes, Caboquinho confessou a autoria da tentativa de homicídio e alegou que teria desferido os golpes na vítima porque já havia sido agredido anteriormente. Segundo ele, por ciúmes da esposa, Francisco havia lhe atingido com um pedaço de ferro.

No momento da prisão o acusado também apresentava hematomas pelo corpo e um pequeno corte no couro cabelo. Caboquinho foi submetido a exame de corpo de delito e em seguida retornou para a delegacia. De acordo com o delegado responsável pelo caso, ele deve ser encaminhado ao presídio ainda nesta quinta-feira.

Polícia Federal realiza duas apreensões de cocaína no prazo de uma semana



Agentes da Polícia Federal receberam novas denúncias anônimas e conseguiram realizar a segunda apreensão de cocaína, no prazo de uma semana, em Cruzeiro do Sul. Um carregamento de 8,25 quilos da droga seria transportado para a cidade de Rio Branco se não fosse às informações da comunidade que levaram os agentes federais a efetuarem, nesta quarta-feira (06), a prisão dos traficantes.

Agentes da Polícia Federal receberam novas denúncias anônimas e conseguiram realizar a segunda apreensão de cocaína, no prazo de uma semana, em Cruzeiro do Sul. Um carregamento de 8,25 quilos da droga seria transportado para a cidade de Rio Branco se não fosse às informações da comunidade que levaram os agentes federais a efetuarem, nesta quarta-feira (06), a prisão dos traficantes.

Após as denúncias, a ação dos suspeitos passou a ser monitorada pelos policiais a partir de dois homens que estariam hospedados em um hotel na cidade de Cruzeiro do Sul. Willian Costa Nascimento, 21, e Walisson Dias Oliveira, 31, naturais do estado de Minas Gerais, usavam documentos falsificados com a finalidade de transportar a droga para a capital do estado.

Durante as investigações, os policiais federais descobriram que o entorpecente seria levado em um ônibus da empresa Real Norte com destino ao município de Tarauacá de onde os traficantes pegariam um vôo para Rio Branco.

Os agentes acompanharam o ônibus e, próximo a balsa de Rodrigues Alves, abordaram o veículo. Nas buscas descobriram que Raimundo Nonato Freitas Miranda, natural de Cruzeiro do Sul, estava de posse do entorpecente e em sua companhia estava Willian Nascimento. Os dois foram detidos e encaminhados à Delegacia de Polícia Federal de Cruzeiro do Sul para as providências cabíveis.

De acordo com a Polícia Federal, as investigações demonstraram que possivelmente o entorpecente seria de Walisson que também foi preso quando saía do hotel.
Na quinta-feira da semana passada, a Polícia Federal já havia realizado outra apreensão de 8 quilos de cocaína. Na ocasião, três pessoas foram presas e as investigações também foram baseadas em denúncias anônimas.

Vagner Sales capacita gestores municipais



Para aumentar ainda mais a eficiência da equipe de gestores das secretarias municipais de Cruzeiro do Sul, o prefeito Vagner Sales convidou Telma Chaves, coordenadora executiva da AMAC (Associação dos Municípios do Acre) para aplicar um curso sobre as normas exigidas por todos os ministérios no relacionamento com as prefeituras. Ele cedeu o próprio gabinete para as palestras e dezenas de gestores acompanharam atentos às explicações da coordenadora e de Regina Maria, que detalhou as normas dos convênios.



Para aumentar ainda mais a eficiência da equipe de gestores das secretarias municipais de Cruzeiro do Sul, o prefeito Vagner Sales convidou Telma Chaves, coordenadora executiva da AMAC (Associação dos Municípios do Acre) para aplicar um curso sobre as normas exigidas por todos os ministérios no relacionamento com as prefeituras. Ele cedeu o próprio gabinete para as palestras e dezenas de gestores acompanharam atentos às explicações da coordenadora e de Regina Maria, que detalhou as normas dos convênios.

“Temos certeza que com esse curso evitaremos uma série de trâmites desnecessários que muitas vezes ocorrem por causa da falta de conhecimento em relação às normas estabelecidas em Brasília. Além disso, essas coisas geralmente mudam e nosso pessoal precisa estar sempre atualizado”, declarou Vagner Sales. Ele tem anunciado que ampliará algumas equipes para atender aos novos desafios neste ano de 2010. “Em alguns casos faremos alguns remanejamentos, substituindo algumas pessoas que não corresponderam às expectativas que foram geradas na ocasião de suas indicações”, completou.

“O objetivo do curso é dar mais agilidade à administração municipal, e assimilar procedimentos que ajudem a conseguir recursos em todos os convênios da prefeitura, sem perder um único centavo. Ele vai impedir que as pessoas deixem de apresentar as documentações necessárias. Nos municípios acreanos temos exemplos de perda de recursos por causa de documentação incorreta ou pelo não cumprimento dos prazos, geralmente por falta de conhecimento de algum detalhe importante para esses relacionamento com o governo federal”, disse Telma.

Na sua opinião, a gestão do prefeito Vagner Sales é uma grande surpresa. “Acompanho a prefeitura de Cruzeiro do Sul há muitos anos e aqui estou vendo uma equipe muito empenhada em ajudar a atual administração”. Em relação à instituição que ajuda administrar, ela declarou que a AMAC jamais poderia ter sucesso sozinha, porque ela precisa do vínculo com o governo estadual e com a bancada federal. Os onze parlamentares acreanos, de acordo com Telma, “são grandes heróis em busca de recursos para os municípios”.

A AMAC começou a dar os cursos em julho do ano passado. Desde então já percorreu oito municípios capacitando os gestores municipais. A previsão é que até julho deste ano o curso seja dado ao restante dos servidores dos 22 municípios acreanos. Outra capacitação prevista diz respeito a um curso para elaboração de projetos, e outro para treinamento com o novo sistema de convênios do governo federal.

Planejamentos

Para Maria Francisca Rodrigues do Nascimento, chefe do Departamento de Controle Ambiental, as discussões ajudam a levantar outras questões fundamentais para o município. “Precisamos refazer o Código de Postura de Cruzeiro do Sul, porque o que está vigente é de 1969”, afirmou, preocupada em expandir as atividades de proteção ambiental, hoje sob a orientação da Secretaria de Agricultura.

O assessor técnico Jesus Lima acredita que os atuais gestores do município também devem dar seqüência à implantação do Plano Diretor para o município. “A lei para sua implantação já foi criada, mas na prática ele não foi implantado”, denuncia. O Plano Diretor, que determina critérios para a ocupação do espaço físico do município, até hoje no Acre só foi implantado em Tarauacá, Feijó e Sena Madureira, além da capital.
Telma explicou que esses planejamentos terão que ser feitos, porque o governo federal está pressionando para que os municípios brasileiros criem também o Plano de Habitação e o Plano de Saneamento, entre outros, sem os quais ficará mais difícil, no futuro, o recebimento de recursos federais.

Mas as palestrantes debruçaram-se com mais detalhes sobre outros assuntos aparentemente mais urgentes, como a implantação do PPA (Plano Plurianual) e o Plano Estratégico, a Lei de Diretrizes Orçamentária e a importância da assimilação de princípios fundamentais a qualquer gestor público, como o da Legalidade (para que se haja de acordo com o que estabelece a lei), da Moralidade (honestidade), da Impessoalidade, da Publicidade (para que a sociedade acompanhe o trabalho da administração) e do Dever de Eficiência, para que a população seja atendida em suas necessidades.

Texto: Dílson Ornelas
Assessoria de Comunicação: Neto Vitalino

Tião Viana recebe homenagem do TCE



O senador Tião Viana foi homenageado nesta quarta-feira, 6, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) por seu empenho na realização do curso de MBA em gestão pública com ênfase no controle externo. No dia 11 de agosto de 2009, Tião Viana ministrou a aula inaugural por teleconferência a partir de Curitiba (PR) a 4,6 mil servidores e gestores públicos do Estado do Acre. "A base da democracia está no fortalecimento das instituições e esta homenagem, de uma instituição como o TCE, muito me honra e gratifica", disse o senador, que recebeu uma placa das mãos do presidente do Tribunal, José Augusto de Faria em sessão especial que reuniu todos os conselheiros.

Edmilson Ferreira

Conselheiros agradecem empenho do senador na realização do curso de MBA em gestão pública com ênfase no controle externo


O senador Tião Viana foi homenageado nesta quarta-feira, 6, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) por seu empenho na realização do curso de MBA em gestão pública com ênfase no controle externo. No dia 11 de agosto de 2009, Tião Viana ministrou a aula inaugural por teleconferência a partir de Curitiba (PR) a 4,6 mil servidores e gestores públicos do Estado do Acre. "A base da democracia está no fortalecimento das instituições e esta homenagem, de uma instituição como o TCE, muito me honra e gratifica", disse o senador, que recebeu uma placa das mãos do presidente do Tribunal, José Augusto de Faria em sessão especial que reuniu todos os conselheiros.


O curso tem previsão de encerramento em fevereiro de 2011 mas entrou para a agenda do Tribunal de Contas da União (TCU), parceiro no projeto acreano. O TCU planeja levar o MBA a 18 mil gestores de todo o País em 2010. De acordo com levantamento realizado pelo ex-ministro Mangabeira Unger e pelo empresário Jorge Gerdau cada R$1 investido na qualificação da gestão representa economia de R$156 na administração do Estado. O dado foi apresentado por Tião Viana ao ressaltar a importância do investimento público. "Esses investimentos vem reduzindo em 2% ao ano a pobreza no Acre desde 1999", explicou o senador.

Os objetivos do MBA são aperfeiçoar os gestores e servidores públicos no conhecimento e na operacionalização das modernas ferramentas de gestão primordiais para uma administração pública centrada na equidade, transparência e responsabilização dos recursos públicos. O MBA, pós-graduação em administração, é resultado de uma ampla parceria entre Governo do Estado, prefeituras, câmaras de vereadores, Tribunal de Justiça do Estado, Ministério Público e Assembleia Legislativa. "Com esta homenagem estamos agradecendo pelo seu empenho em participar do MBA, que é um sucesso", disse José Augusto de Faria.

''O curso beneficia não só o TCE como o Estado todo, conselheiro Antonio Malheiros''

O curso vem sendo coordenado pela Escola de Contas Conselheiro Alcides Dutra, que tem como diretor o conselheiro Ronald Polanco. As aulas ocorrerão às terças-feiras, das 13h às 16h, e às quintas-feiras, das 8h às 11h. As aulas ocorrerão nas instituições onde os alunos atuam. Estão sendo investidos R$ 718 mil na realização do MBA. "A nova fase da gestão é a de disseminar a informação. Com a sociedade da informação é possível minimizar as diferenças entre ilhas de excelências e ilhas de deficiência", disse Polanco.

Para o conselheiro Antônio Malheiros, o curso é um marco na gestão pública e no controle externo. "Beneficia não só o TCE como o Estado todo", disse Malheiros. A conselheira Naluh Gouveia fez observações quanto ao desnível entre os gestores da capital e do interior. Os do interior tem dificuldade de modernização do conhecimento, daí a importância de projetos como o MBA telepresencial. Naluh elogiou a capacidade técnica de Tião Viana: "fiquei surpresa. Eu o já conhecia como médico e político, e gostei de ver que o senhor sabe tanto de administração pública", disse Naluh.