segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Em Cruzeiro do Sul, Ciretran alerta para a importância da faixa de pedestres


Há quatro meses, a Ciretran de Cruzeiro do Sul iniciou serviço de educação de pedestres e motoristas, especialmente relacionados à passagem pela faixa de pedestres. O Centro de Cruzeiro do Sul tem movimento constante de pedestres, motos, bicicletas e veículos e é onde atuam preferencialmente os seis agentes de educação de trânsito, contratados para efetuar o serviço.

Escrito por Flaviano Schneider

Objetivo do trabalho educativa é reduzir os índices de acidentes na cidade

Há quatro meses, a Ciretran de Cruzeiro do Sul iniciou serviço de educação de pedestres e motoristas, especialmente relacionados à passagem pela faixa de pedestres. O Centro de Cruzeiro do Sul tem movimento constante de pedestres, motos, bicicletas e veículos e é onde atuam preferencialmente os seis agentes de educação de trânsito, contratados para efetuar o serviço.

A ação tem surtido efeito, segundo informa a agente de trânsito, Gleice Santos Oliveira. Atenta a uma das principais faixas de pedestre da cidade, situada em frente ao Mercado Joãozinho Melo, próximo à rotatória do centro, ela observa que alguns motoristas já demonstram a educação de parar e dar a preferência aos pedestres, outros só param ao escutar o apito do agente de trânsito.

Os pedestres também estão mais conscientes da importância de atravessar a rua na faixa de pedestres, tanto é que eles já estão facilitando o trabalho dos agentes ao dirigirem-se voluntariamente às faixas. Gleice argumenta sobre a necessidade do serviço especialmente em relação às pessoas mais vulneráveis como crianças, velhos e deficientes.

A agricultora Maria da Costa, moradora no ramal Belo Jardim, gostou da ajuda dos agentes para cruzar a rua. Ela disse que devido ao movimento intenso fica difícil atravessar as ruas no centro de Cruzeiro do Sul, mas com ajuda dos agentes, ela atravessa na faixa com mais segurança. O taxista Mildes Abreu, que trabalha em ponto de táxi próximo à faixa, também gostou do serviço dos agentes. Para ele, ao incentivar os pedestres a atravessar a rua na faixa, estão ajudando também os motoristas a evitar acidentes.

Educar e prevenir para melhorar

O mês de janeiro começou com vítimas para o trânsito em Cruzeiro do Sul - como explica o chefe da Ciretran local, Valdeci Dantas. Ele conta que no ano passado a primeira vítima fatal do trânsito só aconteceu no mês de abril; neste ano só em janeiro já foram registradas três mortes em acidentes.

Em janeiro, a equipe de educadores de trânsito focou atenção especial nas crianças que gostam de empinar pipas, incentivando-as a usarem linha comum e desestimulando o uso de linha com cerol e até mesmo fazendo apreensões deste tipo de linha.

No mês de fevereiro, já a partir do dia 5, o órgão entra em prontidão com medidas visando a proteção dos alunos na volta às aulas e com medidas especiais de prevenção durante o carnaval que começa no dia 16. Ainda, segundo Valdeci, a Ciretran já entrou em contato com a Eletroacre para realocar alguns postes que, colocados em locais inapropriados, favorecem os acidentes, como já tem acontecido.