sábado, 30 de janeiro de 2010

Polícia Federal apreende 120 kg de droga em menos de 40 dias em Cruzeiro do Sul


A Polícia Federal apreendeu 103 quilos de pasta base de cocaína que estava sendo transportada numa balsa com destino à Manaus. A apreensão aconteceu na quinta-feira (28), próxima à cidade de Ipixuna/ AM, distante a 200 quilômetros de Cruzeiro do Sul/ AC, quando os policiais federais fizeram a abordagem na balsa e a droga foi encontrada escondida dentro de um tanque falso de combustível, na sala de máquinas do empurrador da balsa.

Francisco Rocha



A Polícia Federal apreendeu 103 quilos de pasta base de cocaína que estava sendo transportada numa balsa com destino à Manaus. A apreensão aconteceu na quinta-feira (28), próxima à cidade de Ipixuna/ AM, distante a 200 quilômetros de Cruzeiro do Sul/ AC, quando os policiais federais fizeram a abordagem na balsa e a droga foi encontrada escondida dentro de um tanque falso de combustível, na sala de máquinas do empurrador da balsa.

A apreensão foi considerada a maior dos últimos tempos no Estado. A operação policial teve início após uma denúncia anônima e foi resultado de três meses de investigação. Policiais Federais prenderam no momento da abordagem J.A.S.O., 38, comandante da balsa e E.B.C, 24, auxiliar de máquinas. A balsa não foi apreendida no porto de Cruzeiro do Sul, na tarde de terça-feira (26), para não atrapalhar os planos dos traficantes.

A operação foi coordenada pelo Delegado Federal Roberto Perez que comemorou o resultado afirmando que o trabalho da Polícia Federal já resultou na apreensão de 120 kg de droga em menos de 40 dias e a prisão de dez pessoas envolvidas com tráfico.
“Cruzeiro do Sul é com certeza uma das rotas do tráfico de drogas nacional e internacional que utiliza a grande quantidade de rios da região para trazer a droga dos países vizinhos, principalmente do Peru. É preciso destacar que nas últimas operações foram presos além das mulas – pessoas que transportam – os patrões do tráfico, como é o caso dos jovens Nailson Almeida Melo (34), preso em Rio Branco e seu primo Pedro Melo Rodrigues (22), preso em Cruzeiro do Sul e encaminhados a presídios”, disse.

Há cerca de um mês a Polícia Federal prendeu por determinação da Justiça do Pará, Adjane de Melo Rodrigues, que respondia a processo por envolvimento com o tráfico de drogas. Adjane é irmão de Pedro, que foi preso junto com o primo, acusados de serem os proprietários dos 103 quilos de pasta base de cocaína que seriam entregues em Manaus por Edimilson Bezerra Costa (24) e José Amarildo dos Santos (38), conhecido por Careca. Todos os suspeitos foram autuados em flagrante e encaminhados para os presídios de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

A balsa onde estava à droga ficará ancorada no porto de Cruzeiro do Sul e passará por uma vistoria pelos agentes da Polícia Federal que revistarão todos os porões e as sete mil sacas de farinha que estão sendo transportadas na embarcação.
Segundo informações da Polícia Federal o preço do quilo da droga no Peru é de cerca de R$ 1 mil; em Cruzeiro do Sul ela chega por R$ 3 mil; no Pará já vale mais de R$ 18 mil e quando é mandada para a Europo o valor do quilo chega a ser comercializado por R$ 70 mil.


Prefeitura vai transformar Vila Olímpica em Centro Recreativo


O prefeito Vagner Sales esteve manhã desta sexta-feira, 29, na Vila Olímpica de Cruzeiro do Sul e fez uma vistoria nas obras de recuperação da infra-estrutura do centro esportivo. Durante a visita o prefeito anunciou que, logo após a conclusão das obras, o espaço será utilizado pela comunidade como Centro Recreativo.


O prefeito Vagner Sales esteve manhã desta sexta-feira, 29, na Vila Olímpica de Cruzeiro do Sul e fez uma vistoria nas obras de recuperação da infra-estrutura do centro esportivo. Durante a visita o prefeito anunciou que, logo após a conclusão das obras, o espaço será utilizado pela comunidade como Centro Recreativo.

O projeto para a instalação de uma Vila Olímpica em Cruzeiro do Sul teve inicio em 1997, na gestão do então prefeito Aluízio Bezerra que iniciou a obra com a construção de uma quadra poliesportiva, um campo de futebol e uma pista para atletismo. Entretanto, o projeto não foi concluído e estrutura estava praticamente inutilizada.

Só agora o prefeito Vagner Sales promete que o espaço esportivo vai funcionar com uma estrutura adequada para a prática de diversas modalidades esportivas e para recreação da comunidade de Cruzeiro do Sul. Com esse objetivo, está sendo construído muro, a quadra coberta já foi toda recuperada, está sendo feito um alambrada para isolar a piscina semi-olímpica e o prefeito garante que será construída mais uma piscina para crianças, a pista de atletismo e o campo de futebol serão reformados e serão construídos quiosques com churrasqueiras em diversos pontos da área.

De acordo com Vagner Sales, assim que for concluído todo o projeto, a Vila Olímpica será utilizada como um Centro de Recreação para toda comunidade e será administrada pela própria prefeitura. Segundo o prefeito, o centro servirá para a realização de qualquer atividade de lazer ou esportiva pelas escolas, associações de classes ou comunitárias, empresas e outras entidades.

“Observamos que o patrimônio público quando é administrado pela própria prefeitura é mais bem conservado. Um exemplo é o Ginásio Coberto do Bairro do Alumínio que foi reformado no início da administração, entregue para a Associação de Moradores e agora já precisa de uma nova reforma. Enquanto que, o estádio Cruzeirão que é a própria que administra cada vez fica melhor para ser utilizado. Queremos que essa estrutura sirva como um ponto de lazer e esporte para toda população de Cruzeiro do Sul” – afirmou o prefeito.

Prefeitura indeniza moradores que tiveram casas demolidas pela administração anterior


Os terrenos ficaram com os próprios moradores que tiveram suas casas bem avaliadas e indenizadas pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul. A administração passada tinha demolido as cinco casas que estavam com a segurança ameaçada, depois que o muro de contenção do barranco desabou.

Os terrenos ficaram com os próprios moradores que tiveram suas casas bem avaliadas e indenizadas pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul. A administração passada tinha demolido as cinco casas que estavam com a segurança ameaçada, depois que o muro de contenção do barranco desabou.

As casas ficavam na Avenida Lauro Muller no Bairro João Alves. Os moradores foram morar de aluguel à custa do município, onde aguardavam a reconstrução de suas casas. Mas a administração passada encerrou o mandato e não resolveu o problema, durante dois anos. Mesmo antes de assumir a Prefeitura, o prefeito Vagner Sales foi comunicado pelo Ministério Público, que as casas deveriam ser reconstruídas até maio de 2009, caso contrário o município pagaria multa diária de R$ 2 mil para cada morador.

O prefeito explica que o município não tinha recursos no início da administração, para reconstruir as moradias. Os moradores foram chamados para a negociação e aceitaram receber o pagamento pelas casas, conforme laudos de avaliação. A prefeitura pagou R$ 305 mil aos moradores, dinheiro de arrecadação própria. Muitos negociaram os terrenos que ficaram bem valorizados. É o caso da aposentada Isabel Lací Mota Maciel, 72 anos. Ela juntou o dinheiro pago pelo município, com o valor da venda do terreno, assim conseguiu comprar uma casa bem construída. “Eu estou muito satisfeita, o prefeito Vagner Sales foi uma pessoa muito sensível e humana. Conseguiu em pouco tempo nos dar uma resposta”, diz Dona Lací em tom de agradecimento.

“Graças a Deus, assumimos esse compromisso que foi uma herança deixada pela administração passada. A prefeitura gastou R$ 305 mil, dinheiro tirado dos contribuintes. Esse recurso poderia ser empregado em outras obras. Mas estamos satisfeitos e tenho certeza que todos esses moradores também estão, fizemos justiça”, diz o prefeito que age com firmeza, quando o assunto é construção de casas em áreas impróprias. “Não quero deixar esse tipo de herança”, conclui.