segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Carnaval de rua é sucesso em Cruzeiro do Sul



Vagner e Antônia Sales brincam o carnaval com milhares de foliões que lotam o Gamelão da Praça do Centro Cultural, todas as noites. A festa promete ser melhor ainda na segunda e terça-feira com a apresentação da banda baiana É O TOM.



Vagner e Antônia Sales brincam o carnaval com milhares de foliões que lotam o Gamelão da Praça do Centro Cultural, todas as noites. A festa promete ser melhor ainda na segunda e terça-feira com a apresentação da banda baiana É O TOM.

O carnaval popular de Cruzeiro do Sul, organizado pela Prefeitura, tem atraído multidões todas às noites. Na tarde de domingo foi realizada uma matinê para a criançada, em seguida a festa teve prosseguimento. A Banda Somzoeira juntou vários músicos e cantores regionais, para fazer a alegria dos foliões. Sempre tocando modas antigas de carnaval mescladas com os ritmos mais modernos, as apresentações da Banda têm agradado ao público.

Mas, a partir desta segunda-feira de carnaval, além das atrações regionais, a apresentação da Banda É O TOM da Bahia é a mais aguardada pelos cruzeirenses. “O carnaval está muito bom, quem não veio ainda está perdendo, o prefeito está de parabéns pela organização”, diz a estudante Bárbara Keli.

Vagner Sales explica que este é apenas o segundo carnaval de sua administração, e tem procurado fazer o melhor possível. “Este carnaval está melhor do que o do ano passado, o próximo será melhor ainda. Não é mais do que obrigação da Prefeitura investir nesta festa que é a maior festa popular do Brasil”, diz o prefeito que também dançou acompanhado da esposa, a deputada estadual, Antõnia Sales.

Assessoria

Diretor técnico do Deas demite sumariamente funcionário em Cruzeiro do Sul



O funcionário Francisco Nery de Jesus e Silva, do Grupo de Trabalho (GT) do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Deas), lotado na Agência de Cruzeiro do Sul, foi demitido sumariamente na manhã desta sexta-feira (12) pelo diretor técnico do órgão, Ricardo Selva Verde, porque a instalação de água de um consumidor feita pelo mesmo não ficou de acordo com o que entendia o diretor.


Funcionários protestam contra a demissão do colega e ameaçam paralisar serviços

O funcionário Francisco Nery de Jesus e Silva, do Grupo de Trabalho (GT) do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Deas), lotado na Agência de Cruzeiro do Sul, foi demitido sumariamente na manhã desta sexta-feira (12) pelo diretor técnico do órgão, Ricardo Selva Verde, porque a instalação de água de um consumidor feita pelo mesmo não ficou de acordo com o que entendia o diretor.

A demissão aconteceu quando o diretor - que está na direção do órgão há apenas um ano – e fazia um trabalho de campo, acompanhado do gerente local do Deas e de mais um assessor e verificou que a ligação feita pelo funcionário não estava dentro dos padrões técnicos do entendimento do diretor, apesar de não haver uma padronização técnica dos serviços especificada para os funcionários. Além disso, o diretor alegou que determinou ao funcionário para colocar um registro antes do cavalete (padrão) e o mesmo não fez.

Mas, o funcionário alega que o diretor não fez o pedido para ele refazer o serviço, dizendo apenas que estava errado, saindo do local. Em seguida voltou e constatou que sua ordem não tinha sido cumprida e retaliou contra o funcionário. Francisco Nery se defende dizendo que apesar de não ter recebido a ordem e também no momento não tinha o registro para realizar o pedido do diretor, pois o registro que tinha no local era propriedade do usuário e já estava instalado.

O funcionário demitido trabalha na empresa há mais 20 anos na empresa e não tem nenhuma restrição em sua ficha funcional e nem problemas com os colegas. A demissão causou revolta nos demais colegas que suspenderam por uma tarde o serviço de abastecimento de água da cidade. Apenas 30 % dos funcionários não paralisaram suas atividades para garantir o que preceitua a legislação.

O delegado sindical dos Urbanitários, Antonio Pereira Mesquita, ao tomar co nhecimento dos fatos, teve uma reunião com o diretor técnico e a gerência local para saber a razão da demissão e a possibilidade de haver um entendimento da situação por parte do diretor. Não havendo flexibilização da demissão, o caso foi comunicado a direção do sindicato, em Rio Branco, que entrou em contato com a diretoria do DEAS que se comprometeu vir à Cruzeiro do Sul na próxima semana, para discutir a situação do GT. A principal reivindicação dos funcionários é a reintegração do colega. Caso não aconteça já deliberaram pela paralisação dos serviços, estando no risco de também serem demitidos.

O Sindicato dos Urbanitários não concorda com a atitude do diretor que tratou de forma arbitrária um funcionário que já tem mais de 20 anos de bons serviços prestados à empresa e aguarda a visita do presidente do Deas para encontrar a melhor solução para o problema, ressaltando que o funcionário não pode ficar prejudicado.

O sindicato lamenta a decisão do diretor que gerou um sentimento de revolta dos colegas que também se sentem ameaçados e agradece a disposição do diretor presidente do Deas, Petrônio que assumiu um compromisso de vir à Cruzeiro do Sul na próxima semana para discutir o problema com o sindicato e os trabalhadores.
O diretor técnico do Deas foi procurado, mas já havia viajado para Rio Branco e seu celular não atendeu.

Três acidentes no primeiro dia de carnaval em Cruzeiro do Sul



A abertura do Carnaval ainda nem tinha sido oficializada pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul e a cidade já registrava três acidentes. Na sexta-feira, 12, em menos de seis horas, cinco pessoas foram encaminhadas ao Pronto Socorro vitimas do trânsito. A maioria dos acidentes envolveu motociclistas.


A abertura do Carnaval ainda nem tinha sido oficializada pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul e a cidade já registrava três acidentes. Na sexta-feira, 12, em menos de seis horas, cinco pessoas foram encaminhadas ao Pronto Socorro vitimas do trânsito. A maioria dos acidentes envolveu motociclistas.

A primeira ocorrência foi por volta das 9h50m no Bairro João Alves. Magno Alves da Silva, 26, conduzia uma motocicleta e se chocou com outra moto que era dirigida por Vanderlan Messias Júnior. Os dois motociclistas e uma mulher que estava na garupa da moto de Magno foram levados ao Pronto Socorro, sendo que, o primeiro teve fratura no maxilar e a senhora Rosimeire Pereira da Silva, sofreu um corte na cabeça. Vanderlan saiu com raladuras pelo corpo.

No Bairro Santa Terezinha, às 14h30m, um carro desgovernado derrubou poste e esbarrou no quintal de uma residência. Evanilson Souza Freitas, 21, seguia em direção ao Bairro Aeroporto Velho e perdeu o controle da direção do Kadet que saiu da pista e bateu contra o poste em seguida na cerca de estacas que protegia uma casa. O veículo ficou totalmente danificado e o motorista, por sorte, não teve nenhum ferimentos e saiu do carro imediatamente deixando o local antes da chegada da polícia.

O terceiro acidente aconteceu no Bairro do Alumínio envolvendo uma moto e uma bicicleta. O ciclista James Araújo da Silva, 21, levava na garupa seu colega, José Francisco da Silva, 20, e foi apanhado por uma motocicleta de placa MZO 2708. Os dois foram encaminhados ao PS em uma ambulância do SAMU, James com suspeita de fratura no tornozelo e o rapaz da garupa apenas com raladuras. O motociclista não prestou socorro e até a manhã de sábado, 13, ainda não tinha sido identificado pela polícia.

Prefeitura recolhe lixo do porto da cidade



A última quinta-feira (11) foi de muito trabalho para os servidores do setor de limpeza do município. Uma equipe de 10 homens realizou um arrastão no porto que foi construído pela prefeitura próximo ao Mercado dos Verdureiros para recolher todo o lixo que estava acumulado dentro d’água e às margens do rio.


A última quinta-feira (11) foi de muito trabalho para os servidores do setor de limpeza do município. Uma equipe de 10 homens realizou um arrastão no porto que foi construído pela prefeitura próximo ao Mercado dos Verdureiros para recolher todo o lixo que estava acumulado dentro d’água e às margens do rio.

Os trabalhadores passaram o dia inteiro fazendo o serviço de limpeza. Uma grande quantidade de sujeira foi recolhida e levada ao Aterro Sanitário. Eram sacolas de plástico, garrafas, latas e outros que foram jogados por pessoas que chegam nas embarcações que ancoram ao porto e por alguns que trabalham no local.

O prefeito em exercício Mazinho Santiago chamou a atenção da comunidade para evitar a poluição no rio. “Esse porto que construímos com recursos do salário de vice que abri mão para o município, ficou muito bonito e facilita a vida de todos que chegam à cidade pelo rio. Então, é preciso que as pessoas tenham consciência e não joguem lixo nesse local porque aqui se tornou até um cartão postal da cidade” – disse Santiago.

O prefeito em exercício afirmou ainda que a prefeitura vai iniciar uma campanha educativa para conscientizar as pessoas para não poluir o ambiente no porto. Segundo Mazinho, nos próximos dias serão colocadas placas com frases de conscientização no local.