quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Bloco dos pescadores foi atração especial do Carnaval em Rodrigues Alves


A prefeitura de Rodrigues Alves proporcionou quatro dias de muito samba para os foliões do município durante o Carnaval 2010. Um palco foi montado na avenida principal da cidade para a apresentação de uma banda local que animou a festa na quadra carnavalesca. Na terça-feira as atrações especiais foram o desfile da Escola de Samba do Bairro da Baixa, de Cruzeiro do Sul, e do bloco dos pescadores.

A prefeitura de Rodrigues Alves proporcionou quatro dias de muito samba para os foliões do município durante o Carnaval 2010. Um palco foi montado na avenida principal da cidade para a apresentação de uma banda local que animou a festa na quadra carnavalesca. Na terça-feira as atrações especiais foram o desfile da Escola de Samba do Bairro da Baixa, de Cruzeiro do Sul, e do bloco dos pescadores.

Milhares de pessoas do próprio município e de outras cidades do Juruá se divertiram no Carnaval de Rodrigues Alves. A folia foi organizada pela prefeitura que construiu um palco no centro da cidade e montou uma tenda para proteger da chuva onde os foliões caíram no samba até o dia amanhecer.

Para a noite de encerramento a prefeitura convidou a Escola de Samba da Baixa. Para a alegria da população que compareceu em massa para assistir o desfile, a escola passou pela avenida com um carro alegórico, três alas e a bateria que encantou os espectadores com o samba enredo “O fuxico”.

A rainha do Carnaval 2010 de Cruzeiro do Sul, Suliane Santana, também prestigiou o Carnaval de Rodrigues Alves. Com muito samba no pé, Suliane participou do desfilou da escola de Samba da Baixa e recebeu aplausos do público. A presidente da escola, Aurinete Néri, disse que “foi uma emoção muito grande ver a população cantando o enredo e aplaudindo a apresentação da escola”.

Logo após o desfile da Escola de Samba, foi à vez do Bloco dos Pescadores de Rodrigues Alves descer pela avenida. Liderados pelo presidente da Colônia, Francisco de Lima, o popular Bigode, os profissionais em pesca, dos mais novos aos mais idosos, caíram na folia. “A gente tem tantas dificuldades, então esse é um momento para esquecermos os problemas que enfrentamos no dia-a-dia” – disse Bigode.

O prefeito Burica também prestigiou o Carnaval de Rodrigues Alves. Durante as quatro noites o prefeito, na companhia da Primeira Dama, Mônica Freitas, se divertiu com a população. “Quero agradecer o Governo do Estado e os empresários que contribuíram para a realização dessa festa que foi muito bonita e levou alegria para nossa população” – disse o prefeito.

Buriti foi tema do Carnaval 2010 em Mâncio Lima



Milhares de foliões passaram pela Alameda das Águas, em Mâncio Lima, durante os quatro dias do Carnaval 2010. No local, localizado às margens do Rio Japiim, a prefeitura montou um grande palco e arquibancadas para a população assistir a apresentação dos blocos carnavalescos. A folia foi organizada pelo Departamento de Cultura do Município que definiu o Buriti como tema para a festa popular.



Milhares de foliões passaram pela Alameda das Águas, em Mâncio Lima, durante os quatro dias do Carnaval 2010. No local, localizado às margens do Rio Japiim, a prefeitura montou um grande palco e arquibancadas para a população assistir a apresentação dos blocos carnavalescos. A folia foi organizada pelo Departamento de Cultura do Município que definiu o Buriti como tema para a festa popular.

Quatro blocos desfilaram pela Alameda das Águas e fizeram do Carnaval de Mâncio Lima uma atividade cultural. Por orientação do prefeito, Cledson Rocha, e do vice, Ériton Maia, que se reuniram com os representantes dos blocos para definir a programação, os desfiles fizeram uma abordagem ao Buriti.

Todos os aspectos do produto típico da região foram retratados a partir da criatividade dos organizadores do evento. As fantasias e os enredos fizeram descrição das potencialidades do Buriti que é utilizado pela população do Juruá na culinária, na fabricação de cosméticos e de diversas peças artesanais.

“Nosso objetivo é organizar o calendário cultural do município abordando os aspectos regionais e a escolha do Butiri como tema para o carnaval já uma preparação para Festival do Buriti que estamos querendo realizar em Mâncio Lima” – disse o vice prefeito que esteve presente nos quatro dias de festa.

Cledson Rocha também caiu não folia com a população durante todo o carnaval e comemorou os resultados do evento considerado um dos mais tranqüilos do Juruá. Apesar de o município ter recebido muitos visitantes de outras cidades, quase nenhuma ocorrência policial foi registrada durante a quadra carnavalesca.

“Isso mostra que tomamos, juntamente com os órgãos de segurança, todos os cuidados para evitar alguma coisa de ruim que pudesse prejudicar a festa e significa também que as pessoas vieram com a intenção de se divertir” – afirmou o prefeito.

O Carnaval de Mâncio Lima teve também a participação cantor Bruno Barros. Todas as noites, logo após os desfiles, a Banda Forró Sacana agitou o público com muito samba até as 3h da manhã.

Reformas são prioritárias, diz Gladson



Num ano político que inclui eleições gerais e votação pelo Congresso nacional de projetos importantes e outros ainda polêmicos – e de difícil maioria-, o deputado Gladson Cameli (PP) defendeu ontem uma ampla articulação suprapartidária que garanta a votação em plenário de projetos inadiáveis, ”aguardados com ansiedade tanto pela classe política quanto pela população em geral”.

Num ano político que inclui eleições gerais e votação pelo Congresso nacional de projetos importantes e outros ainda polêmicos – e de difícil maioria-, o deputado Gladson Cameli (PP) defendeu ontem uma ampla articulação suprapartidária que garanta a votação em plenário de projetos inadiáveis, ”aguardados com ansiedade tanto pela classe política quanto pela população em geral”.

O deputado se referiu diretamente às reformas política,tributária e previdenciária,”cujas diretrizes e novos posicionamentos podem contribuir para um melhor solucionamento de muitos problemas nacionais”.

O deputado acreano classificou como urgente a discussão e votação da reforma política. Ele destacou o financiamento público das campanhas, a lista pré-ordenada, a questão da chamada ficha-suja e as coligações proporcionais como itens fundamentais para a movimentação política e o esclarecimento devido do eleitorado.

Para ele, é imprescindível ainda a votação do projeto que extingue o fator previdenciário ,cujo tema interessa diretamente a milhares de trabalhadores brasileiros.O parlamentar lembrou que estes projetos movimentam partidos, sindicatos, associações e toda uma parte atuante da sociedade civil organizada,”que de forma legítima defende seus interesses e precisa de respostas a suas demandas”.

Em seguida, Gladson destacou também a urgência da complementação e consolidação da reforma tributária, com a esperada desburocratização e facilitação das negociações em todos os níveis, ”como forma de dinamização e modernização do mercado brasileiro, o que vai, certamente, estimular a criação e milhares de novas empresas e seus novos postos de trabalho”. E lembrou que o parecer do relator da reforma tributária,deputado Sandro Mabel(PR/GO), está pronto para ser debatido pelo Plenário,a quem cabe fazer as modificações e ajustes necessários.
Polêmica

O parlamentar chamou ainda a atenção para a necessidade de debater-e se possível votar- este início de ano legislativo projetos polêmicos e já bastante conhecidos da população. São matérias, de acordo com o deputado, que movimentam muitas categorias, mas não conseguem espaço ou oportunidade para chegarem á Ordem do Dia. E deu como exemplo a PEC 300,que equipara o salário dos PMs e bombeiros de todo o Brasil ao praticado no Distrito Federal,”cujo projeto conta ,desde o início inclusive, com meu apoio e da larga maioria dos parlamentares”.

E citou ainda projetos pendentes já a algum tempo e aguardados com ansiedade, como aumento da Licença-Maternidade para 6 meses, a redução da Jornada de Trabalho para 40 horas e a chamada PEC dos Cartórios,”todas matérias importantes para o trabalhador e para o país e que precisam de uma definição para o bem de toda sociedade brasileira”.

Polícia apreende mais de R$ 3 mil em notas falsificadas



Fabiano Miranda da Silva, 19, foi preso na última terça-feira (16) ao tentar fazer compras em uma mercearia no Bairro da Baixa, em Cruzeiro do Sul, com uma nota de R$ 100,00 falsificada. Ao ser detido Fabiano confessou ter recebido o dinheiro de Jair Silva de Souza, 18, que também foi preso flagrante. Em posse de Jair foram apreendidos mais R$ 3400,00 em notas fabricadas em computadores.



Fabiano Miranda da Silva, 19, foi preso na última terça-feira (16) ao tentar fazer compras em uma mercearia no Bairro da Baixa, em Cruzeiro do Sul, com uma nota de R$ 100,00 falsificada. Ao ser detido Fabiano confessou ter recebido o dinheiro de Jair Silva de Souza, 18, que também foi preso flagrante. Em posse de Jair foram apreendidos mais R$ 3400,00 em notas fabricadas em computadores.

O comerciante Evaldo Santana da Silva, 59, seria a vítima dos falsificadores. Fabiano pegou alguns objetos na mercearia e na hora de pagar entregou a nota. Santana, que é policial militar aposentado, percebeu que o dinheiro não tinha as características originais e chamou uma viatura da PM.

Ao ser interrogado pela polícia, Fabiano afirmou que foi fazer as compras a pedido de Jair que era o proprietário do dinheiro. Os policiais foram até a casa do acusado e apreenderam mais R$ 3,4 em notas falsificadas que seriam distribuídas pela cidade.

A dupla foi conduzida para Delegacia da Polícia Federal para prestar depoimento. De acordo com a polícia, Jair afirmou que havia pagado um valor de R$ 1500,00 em dinheiro real para uma pessoa falsificar R$ 4 mil. Parte desse valor já havia sido repassada ao comércio.

Encerramento do carnaval em Cruzeiro do Sul reúne milhares de foliões



O carnaval de Cruzeiro do Sul recebeu caravanas de pelo menos mais cinco municípios da região. A Praça do Centro Cultural ficou pequena para o número de foliões.


O carnaval de Cruzeiro do Sul recebeu caravanas de pelo menos mais cinco municípios da região. A Praça do Centro Cultural ficou pequena para o número de foliões.

Foi um dos melhores carnavais que Cruzeiro do Sul já teve. Essa frase foi repetida por dezenas de foliões que brincaram o carnaval popular do município. A festa começou desde cedo aos ritmos da marujada. Os marujos são imigrantes nordestinos que chegaram ao Vale do Juruá em 1940. Agora a cultura da Marujada está sendo resgatada, os integrantes do grupo vestidos de marinheiros, dançam aos ritmos de samba, marchinhas e valsas.

Vários blocos com trios elétricos desceram dos bairros para o Centro da Cidade, em pouco tempo a praça ficou tomada de foliões. Ao som das bandas regionais, a diversão seguiu até as 23 horas. Quando entrou no palco a Banda É O TOM da Bahia, agitando os foliões até a madrugada. Além das polícias Militar e Civil a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, contratou seguranças particulares, o resultado foi um carnaval tranqüilo sem nenhum registro de ocorrências graves, segundo informou o major Amarildo Lima do Nascimento, comandante da PM de Cruzeiro do Sul.

O prefeito Vagner Sales mais uma vez demonstrou toda sua identificação com o povão. Vestido com trajes apropriados, o Prefeito brincou todas as noites de carnaval ao lado da esposa a deputada estadual, Antônia Sales. “A minha maior alegria é está com a população da minha cidade nesses momentos de comemoração e diversão. Uma festa popular como o carnaval, a Prefeitura tem que patrocinar”, afirma o Prefeito.

Assessoria