sábado, 27 de fevereiro de 2010

Oficial do Exército perde controle de veículo e quase ocasiona tragédia

O tenente Francisco da Cunha Araújo, 21, que serve ao Exército Brasileiro no 61º Batalhão de Infantaria de Selva, em Cruzeiro do Sul, dirigia um carro, tipo Audi, no início da noite desta sexta-feira (26), quando perdeu o controle do veículo e invadiu os quintais de três residências no Bairro Boca da Alemanha.

O tenente Francisco da Cunha Araújo, 21, que serve ao Exército Brasileiro no 61º Batalhão de Infantaria de Selva, em Cruzeiro do Sul, dirigia um carro, tipo Audi, no início da noite desta sexta-feira (26), quando perdeu o controle do veículo e invadiu os quintais de três residências no Bairro Boca da Alemanha.

O acidente por pouco não se tornou uma tragédia. O carro desgovernado adentrou a área de lazer da casa do médico Francisco Albino, de onde os filhos do morador haviam saído minutos antes. As crianças acabavam de encerrar um jogo de futebol.

O oficial seguia em direção ao IEVAL e não conseguiu dominar a direção ao chegar a uma curva. O carro seguiu em direção reta, bateu no meio fio e saiu da estrada invadindo os quintais e derrubando tudo que tinha pela frente.

O veículo passou por um terreno de uma casa em construção, em seguida derrubou as duas cercas da casa do Dr. Albino e só esbarrou ao levar ao chão mais uma cerca de madeira da residência ao lado. O médico disse que o susto foi enorme. Principalmente porque imaginou que há poucos minutos seus filhos brincavam no local e haviam escapado da morte.

É uma grande irresponsabilidade. Meus filhos por pouco não foram atingidos. Com certeza o carro não vinha a menos de 100 quilômetros por hora. Ainda bem que os danos foram apenas materiais” – afirmou o médico.


O militar saiu do carro nervoso e ainda tentou se proteger usando a patente para inibir as pessoas e aliviar os transtornos ocasionados aos moradores.

“Ele ficou exaltado e afirmou que era tenente do Exército. Pedi para que ele deixasse a autoridade de lado dizendo que eu também sou médico e naquele momento todos deveriam se comportar como seres humanos. Ainda fiz minha obrigação como profissional em saúde. Verifiquei sua pressão arterial e tentei acalmá-lo até a chegada da equipe de socorro” – revelou o Dr. Albino.

A Polícia Militar foi ao local e realizou o teste de bafômetro que comprovou que o oficial não estava sob efeito de bebida alcoólica. Entretanto, o veículo estava com o pagamento da documentação atrasado desde 2008. O oficial também não é habilitado para dirigir veículos automotores e foi autuado conforme o Código de Trânsito Brasileiro. O carro, parcialmente destruído, foi levado ao pátio da 1ª Companhia de Trânsito.

























Da Redaçao
Fotos Aureo Neto

Duas apreensões de droga e duas tentativas de homicídio em uma semana no presídio de Cruzeiro do Sul



Os reeducandos, Marnildo Melo da Silva, o Mandin, e Antônio Cleberson de Oliveira Lima, que cumprem pena em Cruzeiro do Sul, na Unidade de Recuperação Social Manoel Néri da Silva, foram interrogados pelo delegado Vinicius Almeida, nesta sexta-feira, 26. Eles são acusados por duas tentativas de homicídio que ocorreram dentro do presídio na quinta-feira, 25. Na mesma semana os agentes penitenciários já haviam realizado duas apreensões de cocaína dentro de celas da penitenciária considerada de segurança média.

Os reeducandos, Marnildo Melo da Silva, o Mandin, e Antônio Cleberson de Oliveira Lima, que cumprem pena em Cruzeiro do Sul, na Unidade de Recuperação Social Manoel Néri da Silva, foram interrogados pelo delegado Vinicius Almeida, nesta sexta-feira, 26. Eles são acusados por duas tentativas de homicídio que ocorreram dentro do presídio na quinta-feira, 25. Na mesma semana os agentes penitenciários já haviam realizado duas apreensões de cocaína dentro de celas da penitenciária considerada de segurança média.

A polícia ainda tenta descobrir os motivos que levaram o presidiário Marnildo a ferir outro detento, Francisco Gomes da Silva, na manhã de quinta-feira, dentro da cela “E” do presídio. De posse de um pedaço de ferro pontiagudo, tipo estoque, Mandin cravou no lado direito da região lombar de Francisco. A vítima foi levada ao Pronto Socorro e submetida a uma cirurgia de emergência.

No mesmo dia, à tarde, também foi levado ao Pronto Socorro da cidade, o presidiário Ansleilson Marques. Ele foi ferido, dentro de outra cela da penitenciária, pelo reeducando Antônio Cleberson que utilizou uma arma idêntica a anterior para atingir a vítima. Ansleilson foi atendido pelos médicos e não precisou ficar internado na unidade de saúde.

Os acusados foram levados à Delegacia de Flagrantes e prestaram depoimento ao Delegado responsável pelo Departamento Policial. Os dois foram indiciados pelo crime de Tentativa de Homicídio. Marnildo Melo já cumpre pena por três homicídios e Antônio Cleberson está preso por envolvimento no tráfico de drogas. Nenhum quis informar ao delegado como conseguiu a arma que utilizou no crime.

Cleberson informou que teria pagado R$ 50 pela pintura de dois quadros e como Ansleilson passou do prazo da entrega ele foi cobrar e os dois acabaram se desentendendo.

A polícia também está investigando, com a direção do presídio, para tentar descobrir como está sendo feita a passagem de droga para as celas da Unidade de Recuperação Social. Durante esta semana duas apreensões foram realizadas pelos agentes penitenciários.

Na tarde de segunda-feira, 22, foram apreendidas dentro da cela “E” do pavilhão 12, 30 trouxinhas de cocaína. Natalinto Cordeiro da Silva, que estava com o entorpecente, foi indiciado por tráfico de drogas. Mais seis trouxinhas foram apreendidas na quarta-feira, 24, dentro de outra cela, em posse de Francisco Anailton Feitosa que alegou ser usuário.

Mâncio Lima já é o melhor Carnaval do Juruá



A valorização dos aspectos tradicionais e culturais do município de Mâncio Lima durante o Carnaval é a marca da nova administração da prefeitura da cidade. O prefeito Cleidson Rocha, PMDB, contou à imprensa que o compromisso foi ‘resgatar os elementos’ que focassem na identidade da cidade.


A valorização dos aspectos tradicionais e culturais do município de Mâncio Lima durante o Carnaval é a marca da nova administração da prefeitura da cidade. O prefeito Cleidson Rocha, PMDB, contou à imprensa que o compromisso foi ‘resgatar os elementos’ que focassem na identidade da cidade.

- Fizemos um Carnaval temático, com três blocos representando três bairros importantes do município – disse o prefeito.

A proposta do Carnaval inovou o modo de fazer a folia no Juruá, tanto que pelo menos cinco mil pessoas passaram por Mâncio para festejar os quatro dias de alegria. Um bloco mostrou, segundo o prefeito, ‘as festas populares, o folclore’. O segundo bloco defendeu as ‘potencialidades’ da região e o terceiro ficou com a responsabilidade de dar notoriedade aos ‘personagens e fatos históricos’ locais.

- Não é à-toa que já somos considerados o melhor Carnaval do Juruá. E isso só está acontecendo porque o nosso Carnaval tem uma proposta. Não é uma coisa apenas da folia pela folia.

A prefeitura, conforme o prefeito, quer inserir Mâncio Lima na agenda cultural do Estado e já organiza o Festival do Buriti, que deverá acontecer em setembro, época de abundância do fruto que pode ser transformado em doces, sucos, picolés, licores e sobremesas de paladar peculiares.

A caminho do 33º aniversário [30 de maio], Mâncio foi guindada à condição de município em 1.977 e nunca o poder público local havia idealizado uma proposta de Carnaval que levasse em consideração os fatores positivos da cidade. O prefeito Cleidson Rocha ressalta que o povo respondeu ao esforço da prefeitura.
- A comunidade se envolveu como nunca e fizemos um Carnaval feliz e sem problemas com a violência. Além disso, nosso Carnaval deu uma lição de liberdade e liberdade é o que mais gosta o nosso povo – finalizou o prefeito.

Informações de Mâncio Lima
População: 14 mil habitantes
Localização – oeste do Acre, no Juruá
Limite com Amazonas e Peru