segunda-feira, 1 de março de 2010

Polícia Civil apreende cocaína e armas de alto calibre em Cruzeiro do Sul



Agentes da Polícia Civil realizaram na tarde desta segunda-feira, 01, uma operação no Bairro da lagoa, em Cruzeiro do Sul, que resultou na apreensão de 1,216 quilo de cocaína, três armas de alto calibre e 356 gramas de barrilha, produto utilizado na mistura da droga para preparar para o consumo. Na casa onde foi feita a apreensão, dois homens foram presos e com eles a polícia apreendeu ainda um valor de R$ 5.268,00, provavelmente que teria sido resultado da venda do entorpecente.


Agentes da Polícia Civil realizaram na tarde desta segunda-feira, 01, uma operação no Bairro da lagoa, em Cruzeiro do Sul, que resultou na apreensão de 1,216 quilo de cocaína, três armas de alto calibre e 356 gramas de barrilha, produto utilizado na mistura da droga para preparar para o consumo. Na casa onde foi feita a apreensão, dois homens foram presos e com eles a polícia apreendeu ainda um valor de R$ 5.268,00, provavelmente que teria sido resultado da venda do entorpecente.

Policiais civis já investigavam há alguns meses para prender o desempregado, Jean Carlos da Silva Melo, e tiveram êxito nesta segunda-feira, após receberem denúncias que davam conta da existência de armas na casa do suspeito. Com bases nas informações, um grupo de três agentes, comandados pelo delegado Elton Futigami, foi até ao local e realizou uma vistoria na residência onde encontrou a cocaína em pedra, o produto para a mistura, uma escopeta calibre 12 de fabricação russa, uma pistola 380mm de fabricação turca e uma garrucha de fabricação caseira calibre 32mm.

De acordo com o delegado, ao fazer a abordagem ao dono da casa, ele revelou apenas o local aonde estava guardada a pistola e só depois de revistar tudo foi possível desenfurnar as outras armas e a droga. A cocaína estava guardada dentro do forno do fogão. A escopeta, segundo o delegado, é mais potente do que todas que são utilizadas pela polícia em Cruzeiro do Sul. “Estamos investigando agora para saber se as armas eram utilizadas na pratica de outro tipo de crime ou só para a proteção dos traficantes ao transportarem a droga” – assegurou Futigami.

O outro homem preso na operação é Manoel Carvalho da Rocha, 44, vizinho de Gean, que estava na casa do colega no momento da apreensão. Os policiais efetuaram uma revista pessoal a Manoel e encontraram apenas R$ 268,00. Mas, ao chegar à delegacia de Flagrantes, na hora de ficar apenas de cueca para entrar na cela, Gean teve que entregar mais R$ 5 mil que tentava esconder no bolso da bermuda.

Ao ser interrogado, Gean confessou ser o dono da droga e tentou livrar o colega. “Ele é apenas meu vizinho e não tem nada a ver. A droga é minha” – afirmou.
“Nasci no interior e nunca mexi com isso. Sabia que ele vendia, mas não sabia que tinha droga e armas em casa. Estava lá apenas porque quando cheguei à cidade fiz amizade com ele” – tentou justificar Manoel.

Esse argumento não convenceu a polícia e os dois foram conduzidos ao Presídio Manoel Néri da Silva. O delegado Elton disse que Manoel terá que se explicar à justiça para tentar provar que não tem envolvimento com o tráfico de drogas.

www.vozdonorte.com - Mazinho Rogerio
Fotos Aureo Neto


Novidade do PCdoB é a chapa própria para a Assembleia Legislativa



Conhecido por sua verve aliancista, o PCdoB continua apostando na Frente Popular e seus 15 partidos para as eleições 2010. Mesmo com o crescimento do partido e sua visível influência na sociedade, os comunistas não abrem da junção dessas forças partidárias para levar a cabo as mudanças que o Estado ainda necessita. No entanto, o partido inovará na estratégia eleitoral e vai disputar as eleições gerais de outubro com uma novidade: a chapa própria para deputado estadual.



Conhecido por sua verve aliancista, o PCdoB continua apostando na Frente Popular e seus 15 partidos para as eleições 2010. Mesmo com o crescimento do partido e sua visível influência na sociedade, os comunistas não abrem da junção dessas forças partidárias para levar a cabo as mudanças que o Estado ainda necessita. No entanto, o partido inovará na estratégia eleitoral e vai disputar as eleições gerais de outubro com uma novidade: a chapa própria para deputado estadual.

No encontro do Comitê Regional no fim de semana, os comunistas definiram listar 45 nomes para preencher as 36 vagas para a disputa eleitoral. No dia 25 deste mês, dia do aniversário do partido, será apresentada à imprensa a lista definitiva dos pré-candidatos vermelhos para a batalha de outubro. Alguns nomes são conhecidos: Moisés, Eduardo Farias, Zequinha (C. do Sul) e Márcio Batista.

Para o senado, o PCdoB decidiu indicar o nome do deputado estadual Edvaldo Magalhães. O partido avalia que não será com ‘ansiedade nem imposição’ que Edvaldo será referendado pela Frente Popular. O entendimento é que esta candidatura deve ‘ser abraçada por várias mãos’ e que o melhor remédio é aguardar o desenrolar do processo de conversações da FP até o seu desfecho. O PCdoB reafirma o seu ‘compromisso com a unidade’ da aliança.

-Essa tem que ser uma candidatura coletiva. Não pode ser apenas uma vontade minha ou do meu partido – tem repetido Edvaldo Magalhães.

Para a câmara dos deputados, a reeleição de Perpétua Almeida no PCdoB é outra das prioridades. O PCdoB acha que o nome dela fortalece a chapa federal da Frente Popular nas eleições deste ano. Perpétua, por duas vezes consecutivas, foi a parlamentar federal mais votada do Acre.

-Nosso compromisso é com a Frente Popular. Com sua unidade, que é a chave de suas vitórias nesses 20 anos – afirma Perpétua.
O PCdoB é segundo maior partido do Acre em filiados. No último censo do partido, o número de adeptos superou os 10 mil, nos 22 municípios do Estado.