domingo, 21 de março de 2010

Náuas segura pressão e derrota o Rio Branco no Totão

O torcedor do Náuas que foi ao Totão neste domingo não se arrependeu. O time responde em campo as provocações do Rio Branco e somou os três primeiros pontos no estadual. Com um gol do atacante Germano aos 9 minutos da primeira etapa, o Cacique do Juruá bateu o Estrelão segurando o favoritismo e a pressão do visitante nos minutos finais.

Por Jairo Barbosa
Fotos Aureo Neto
O torcedor do Náuas que foi ao Totão neste domingo não se arrependeu. O time responde em campo as provocações do Rio Branco e somou os três primeiros pontos no estadual. Com um gol do atacante Germano aos 9 minutos da primeira etapa, o Cacique do Juruá bateu o Estrelão segurando o favoritismo e a pressão do visitante nos minutos finais.

O jogo


Logo que a bola rolou o Rio Branco deu um susto na torcida local numa cobrança de falta do ala Ley. O Náuas manteve a tranqüilidade e viu sua torcida explodir de emoção aos nove minutos, depois que Germano aproveitou uma sobra do zagueiro Rafael e abriu o placar para os cruzeirenses, 1 x 0.

O Rio Branco sentiu o gol e sobreviveu a dois outros contrataques dos donos da casa. Aos 28 minutos, Emerson fez boa jogada individual, driblou a zaga e chutou forte, o goleiro Douglas bateu roupa e Germano deixou a bola escapar no rebote. A esta altura do jogo, o Náuas já havia perdido o lateral Neto, que saiu contundido para a entrada de Aslan.

O time do Juruá quase chegou ao segundo gol aos 36, quando Marcelo aproveitou uma falha da zaga e de dentro da área chutou no cantinho, mas Douglas conseguiu salvar com a ponta dos dedos. O Náuas sofreu outra baixa. Denis sentiu uma pancada no tornozelo e foi substituído por Neto.

Em desvantagem no placar, o Rio Branco ainda buscou o empate antes do intervalo, mas Neném mandou pra fora a boa bola ajeitada por Juliano César quase dentro da área.
De volta para o segundo tempo, o técnico Neneca promoveu a terceira substituição no Náuas, entrando Wilami na vaga de Germano. A etapa final começou igual a primeira com o Estrelão partindo pra cima, porém a partir daí, passou a brilhar a estrela do goleiro Darlan, que segurou um balaço de Juliano César; a bola explodiu no peito do arqueiro e a zaga afastou no rebote.

Aos vinte e cinco, Tiago Nunes mandou o Estrelão pra cima, colocando Anselmo no lugar de Ismael, Josy na vaga de Ananias e Pretinho para ocupar a posição de Nenem.
O Alvi rubro até ficou mais ofensivo, mas continuava pecando nas finalizações. De tanto partir pro ataque, o Rio Branco deixou a zaga fragilizada, e só não sofreu o segundo gol, porque Emerson foi “fominha”.

Ele recebeu um lançamento na frente, invadiu a área, driblou o goleiro e chutou em cima de Rafael, quando poderia ter servido Marcelo que estava livre na marca do pênalti. Mesmo assim, o Náuas assegurou a vitória e já começa a pensar no jogo de domingo, na Arena da Floresta, contra o Atlético Acreano.


Ficha técnica

Estádio Totão, Mancio Lima, Ac

Náuas

Darlan, Neto (Aslan), Flávio, Marcos, Eder, Denis (Neto), Doni, Marcelo, Germano (Wilami), Bergson e Emerson. Técnico Neneca

Rio Branco

Douglas, Ley, Ananias (Pretinho), Marquinhos, Zé Marcos, Rafael, Nenem (Josi), Ismael (Anselmo), Juliano César, Araujo e Ivan. Técnico Tiago Nunes

Arbitro: Airton Viana
Auxiliares: Jean Carlos e Charles Antonio

Renda e publico não divulgados

2ª rodada do campeonato acreano de 2010