terça-feira, 23 de março de 2010

Balsa chega com 10 mil botijas e põe fim ao desabastecimento de gás em Cruzeiro do Sul



A cidade de Cruzeiro do Sul que sofreu com a falta de gás de cozinha acaba de receber um carregamento do produto. Uma balsa carregada com 10 mil botijas de 13 quilos ancorou no porto da cidade na manhã desta segunda-feira, 22, para por fim ao desabastecimento que já durava uma semana.


A cidade de Cruzeiro do Sul que sofreu com a falta de gás de cozinha acaba de receber um carregamento do produto. Uma balsa carregada com 10 mil botijas de 13 quilos ancorou no porto da cidade na manhã desta segunda-feira, 22, para por fim ao desabastecimento que já durava uma semana.

A embarcação que chegou nesta segunda-feira saiu de Manaus no dia 4 deste mês e fez uma viagem dentro do prazo previsto que era de no máximo 20 dias. Mesmo assim, não evitou que a população dos municípios do Juruá, que precisou de uma carga de gás na última semana, tivesse dificuldades para comprar uma botija. O estoque das distribuidoras se esgotou e muitas famílias tiveram que se valer de outras alternativas, com a lenha, para usar na cozinha.

As 10 mil botijas que chegaram na balsa já estão sendo distribuídas nos pontos de venda espalhados pela cidade. A previsão é que o fornecimento do produto esteja normalizado até a tarde desta terça-feira.

A empresa responsável pelo abastecimento garante que a partir de agora foi resolvido definitivamente o problema da falta de gás na região que tem um consumo mensal de 24 mil botijas. Mais uma embarcação com 17 mil botijas já está a caminho e deve chegar em poucos dias a Cruzeiro do Sul. A previsão é que ainda neste período de inverno seja transportado, via fluvial, um estoque de 40 mil botijas para abastecer o mercado da região até que as empresas possam trazer o produto pela BR 364.

Kattiúcia

Escola de Idiomas “Alfa e ômega” promove curso de espanhol


A Escola “Alfa e Ômega” está com matriculas abertas para capacitar e preparar monitores para ensinar o espanhol. O curso terá duração de seis meses, dividido em três etapas e será oferecido em Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Guajará-Am.

A Escola “Alfa e Ômega” está com matriculas abertas para capacitar e preparar monitores para ensinar o espanhol. O curso terá duração de seis meses, dividido em três etapas e será oferecido em Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Guajará-Am.

A primeira etapa do curso será destinada para interessados dar aulas. Na segunda etapa será ensinado espanhol para quem pretende atuar como tradutor e na terceira como guia turístico. O curso começa no dia 20 de abril e termina no mês de outubro com a entrega dos certificados.

Após a capacitação desses alunos, o diretor da escola “Alfa e Ômega”, Eli Alencar Alvanari, está com um projeto, que conta com a ajuda da prefeitura e do governo estadual, para pagar monitores para dar aulas de graça nas associações dos bairros. Nesse projeto todas as pessoas poderão ter acesso ao aprendizado da língua espanhola. Serão três monitores que darão aulas no período da manhã para as crianças, à tarde para os adolescentes e à noite para os adultos.

Segundo o professor Eli Alencar, com esse projeto em dois anos toda a sociedade cruzeirense e dos outros municípios que terão o curso sairão com uma base do idioma. “Eu vi que a população estava com a necessidade de aprender esse idioma, especialmente agora que foi implantado o espanhol nas escolas, os alunos estão tendo muita dificuldade. Nesse curso nos vamos aplicar as quatro habilidades básicas para aprender um idioma que são: falar, escrever, entender e traduzir, além de estarmos preparando profissionais para o ensino, que também estão em falta na nossa região”- conclui o professor.