quinta-feira, 25 de março de 2010

Rodrigues Alves vai ganhar novo posto de saúde



Desde 2009 a Secretaria de Saúde de Rodrigues Alves vem desenvolvendo diversas ações para melhorar o sistema de saúde básica do município. Nesse sentido, Além dos projetos executados em parceria com o Governo Estado e com o Ministério da Saúde, a prefeitura realizou investimentos em pessoal e em estrutura física e vai inaugurar nos próximos dias mais uma unidade municipal de saúde.


Desde 2009 a Secretaria de Saúde de Rodrigues Alves vem desenvolvendo diversas ações para melhorar o sistema de saúde básica do município. Nesse sentido, Além dos projetos executados em parceria com o Governo Estado e com o Ministério da Saúde, a prefeitura realizou investimentos em pessoal e em estrutura física e vai inaugurar nos próximos dias mais uma unidade municipal de saúde.

No balanço feito pelos coordenadores da secretaria, houve avanços na qualidade da saúde para a população do município. Segundo o Secretário, Railson de Matos Dantas, em 2009 a secretaria tinha muitos problemas e sofria com a falta de estrutura e funcionários. “Nós realizamos um concurso para a saúde, porque nós estávamos sem funcionários para atender a população.”

A Secretaria, com a ajuda do prefeito de Rodrigues Alves, Burica, realizou diversos projetos como o IDEP- com que teve a colaboração do 6º BIS e da 1° Igreja Batista. Também foram realizadas ações itinerantes em parceria com o gabinete do senador Tião Viana, além dos serviços que já são prestados a população como exames, consultas, acompanhamento do bolsa família, vigilância epidemiológica e saúde da família.

Fruto da organização do sistema que teve início no ano passado, mais uma obra será entregue para a população. Está previsto para a próxima semana a reinauguração do Posto de Saúde de Rodrigues Alves. De Acordo com o Secretário, Railson Dantas, o posto teve a ampliação de mais duas salas, um auditório, ampliação da sala de vacinação, um almoxarifado para guardar os medicamentos, consultório odontológico e dentro da unidade também vai ter o centro de endemias.

Segundo o Secretário os equipamentos para o consultório odontológico foram adquiridos em parceria com o Ministério da Saúde. “Conseguimos em parceria com o Ministério da Saúde equipamentos modernos. Nós estávamos preocupados em reconstruir esse posto para dar mais conforto a população. Antes as pessoas ficavam esperando fora do posto e quando chovia ficavam na chuva para serem atendidas e além desse posto vamos começar agora nesse ano a reforma das unidades da zona rural” – afirma Railson Dantas.

PROACRE

O município de Rodrigues Alves também já conta com investimentos do Programa Integrado de Desenvolvimento Sustentável do Acre – PROACRE. O programa será lançado no dia 11 de abril. “Com o PROACRE já foram realizados consultas no barco odontológico e foi disponibilizado para nós um veiculo. O governo também está pagando os equipamentos do Agente Comum de Saúde” – disse o secretário.

Kattiúcia Silveira

Aleac apóia equiparação salarial de PM do Acre com o DF


Por iniciativa do deputado Moisés Diniz (PCdoB), a Aleac votou na sessão desta quarta-feira, 24, Moção de Apoio à PEC 300/448 de 2008 que estabelece que a remuneração dos PMs dos estados não pode ser inferior à da PM do Distrito Federal, incluindo os integrantes do Corpo de Bombeiros e os inativos.

Por iniciativa do deputado Moisés Diniz (PCdoB), a Aleac votou na sessão desta quarta-feira, 24, Moção de Apoio à PEC 300/448 de 2008 que estabelece que a remuneração dos PMs dos estados não pode ser inferior à da PM do Distrito Federal, incluindo os integrantes do Corpo de Bombeiros e os inativos.

A Moção da Aleac está condicionada à decisão do Governo Federal de constituir um Fundo Nacional de Segurança para garantir a complementação salarial nos estados que não tenham condições financeiras de custear as despesas da PEC.

Entre as justificativas para a aprovação da Moção, Moisés Diniz lembra que o o assaltante que age em Brasília tem o mesmo grau de periculosidade do que age nos outros estados e, portanto, o salário deve ser igual. “A equiparação salarial dos militares é mais do que justa. Estes homens exercem uma profissão de risco cujo salário não é compatível com os riscos aos quais estão expostos”, argumenta.

A moção foi aprovada por unanimidade.