segunda-feira, 29 de março de 2010

Brasileiro pode ter nova nota do real no bolso a partir de 20 de maio


Algumas notas da nova família do real já poderão vir a fazer parte da vida dos brasileiros a partir do próximo dia 20 de maio. Fontes ouvidas pelo R7 disseram que o Banco Central estuda a introdução do novo dinheiro entre o dia 20 de maio e a primeira semana de junho.

Vinicius Albuquerque, do R7

Troca ocorre em ambiente econômico estável e visa mais segurança e comodidade

Algumas notas da nova família do real já poderão vir a fazer parte da vida dos brasileiros a partir do próximo dia 20 de maio. Fontes ouvidas pelo R7 disseram que o Banco Central estuda a introdução do novo dinheiro entre o dia 20 de maio e a primeira semana de junho.

Pela programação do Banco Central, divulgada no início de fevereiro, as novas notas de R$ 100 e R$ 50 deveriam ser distribuídas no primeiro semestre; as de R$ R$ 20 e R$ 10, no segundo semestre deste ano; e as de R$ 5 e de R$ 2 só em 2012.

O Brasil já passou por outras trocas, mas em contextos diferentes. As novas cédulas de real são diferentes das anteriores - mas ainda são cédulas de real. Entre meados da década de 80 até 1994, quando foi introduzido o real, o brasileiro teve que se acostumar com notas que perdiam zeros, mudavam de nome e surgiam em períodos em que o país passava por planos de estabilização que não funcionavam.

Desta vez, o dinheiro continua o mesmo, sendo apenas uma troca “de moeda”, e não “da moeda”. É mais de uma mudança rotineira e em busca de mais segurança e conforto no manuseio do dinheiro, segundo o professor de finanças da FEA (Faculdade de Economia e Administração) da USP (Universidade de São Paulo) Keyler Carvalho Rocha.

- Trata-se de uma troca do papel moeda, que é o documento que representa o valor monetário. Nos Estados Unidos circulam notas velhas e novas. A moeda americana, o dólar, que foi renovado recentemente, não era segura, era mais fácil de falsificar.

Segundo ele, as novas notas de real também vão ser mais seguras: como terão tamanhos, cores e figuras diferentes, será mais difícil falsificá-las, além de facilitar também o manuseio do dinheiro para cegos e analfabetos.

O Brasil chegou a fazer troca da moeda em períodos de alta inflação. Em 1990, por exemplo, quando o índice de preços rondava os 2.000% ao ano, substituiu o cruzado novo pelo cruzeiro.

- No passado a inflação era muito alta, fazia a moeda perder muito valor – que então era dividido por cem, ou mil, e fazia-se uma nova nota. O novo dinheiro é mais seguro e mais confortável para se identificar; os cortes de zeros eram a forma de evitar que o dinheiro se tornasse pouco prático.

R7

DRE faz a maior apreensão de maconha da história da Polícia Civil do Acre


Um plantio de maconha com mais de cinco mil pés foram destruídos por investigadores da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e aproximadamente 10 mil que haviam sido colhidos foram localizados no Seringal Macapá, Colocação Ananá, km 58 da estrada Transacreana, na área de Reserva Chico Mendes, zona rural do município de Xapuri.

Escrito por Pedro Paulo, Assessoria da Polícia Civil

Três pessoas foram flagradas cultivando a droga na Reserva Chico Mendes

Um plantio de maconha com mais de cinco mil pés foram destruídos por investigadores da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e aproximadamente 10 mil que haviam sido colhidos foram localizados no Seringal Macapá, Colocação Ananá, km 58 da estrada Transacreana, na área de Reserva Chico Mendes, zona rural do município de Xapuri.

Foram quatro dias de buscas na região que faz fronteira com a Bolívia. Policiais civis da DRE alcançaram uma plantação de maconha, em diversas fazes cultivo e mais de 80 kg da droga pronta para consumo. Três pessoas foram presas pelo crime: Natanael Lima de Oliveira, 27, e o irmão dele, Naleudo Lima de Oliveira, de 25 anos, além de um menor de 15 anos, enteado de Naleudo, que prestava serviço ao traficante Natanael, arrendatário das terras de Naleudo.

A prisão do entorpecente é resultado de um trabalho intenso da DRE, na repressão a produção e consumo de droga no Estado. A operação foi comandada pelo delegado Adriano Carrasco, com os investigadores Ari, Adriana, Laurence e Railson. A DRE contou ainda com o apoio do sargento Claudio Roberto e do soldado Cavalhase, ambos do corpo de bombeiros militar.

Para chegar ao local, os policiais seguiram de barco pelo rio acre, depois pelo Riozinho do Rola até alcançar o seringal Macapá, colocação Ananá, incluindo 9 horas de caminhada por trilha inóspitas na região da Reserva Chico Mendes. No local, os investigadores da narcóticos encontraram um casa, onde eram armazenados o estoque da maconha.

Logo nas proximidades do casebre, a polícia se deparou com um viveiro da erva Cannabis Sativa. Assim como outras plantas, a maconha possui dois gêneros: macho e fêmea. Em um mesmo pé pode ter ambas as estruturas sexuais. Cerca de 5 mil pés da planta foram arrancados e queimados pela polícia.

Os detidos foram indiciados por tráfico de entorpecente, crime disciplinado pelo art. 33 da Lei 11.343/2006. Pelo que foi possível apurar, o traficante cultivava a droga na área há cerca de um ano, até ser localizado e preso pelos investigadores da DRE.

Parte dos mais de 80 kg da droga, ainda não haviam passado pelo processo de prensagem, que era feito no tronco de Samaúma, depois pressionado por macaco hidráulico em um bandeja de madeira até se transformar em "tijolos", que eram vendidos na Capital, principalmente nas bocadas do bairro Calafate, segundo disse o delegado Adriano Carrasco.

"Foi uma investigação complexa, mais pelas condições de acesso. Tivemos que transpor diversas barreiras, inclusive nadar por córregos com ‘tromba d'água' e enxurrada", ressaltou o Adriano. Ele também prometeu intensificar as buscas na região da Rodovia Transacrena.

Agencia de Noticias


Nauas empata no Arena da Floresta


Com um gol para cada lado, Atlético Acreano e Náuas fecharam na noite deste domingo no estádio Arena da Floresta, a 3ª Rodada do Campeonato Acreano 2010.

Manoel Façanha,
Do riobranco.net


Com um gol para cada lado, Atlético Acreano e Náuas fecharam na noite deste domingo no estádio Arena da Floresta, a 3ª Rodada do Campeonato Acreano 2010.

O resultado foi o suficiente para tirar o Galo Carijó do G-4. O clube soma 5 pontos ganhos contra 06 pontos de Juventus, Adesg e Rio Branco.

No próximo domingo, às 19h30, no estádio Arena da Floresta, o Galo enfrenta o Independência. Já o Náuas soma 04 pontos ganhos e enfrenta na próxima rodada o Vasco da Gama. A partida ocorre no estádio Totão a partir das 17h.


JOGO -

Foi uma partida lá e cá, assim como diz o dicionário futebolístico. Porém, o Náuas apresentou mais ousadia no transcorrer da partida.

O primeiro lance de perigo do jogo saiu de chute do atleticano Rogério, mas o goleiro Darlan espalmou. O Galo continuava apertando e Darlan teve que trabalhar novamente num chute de Fábio.

Passado a pressão, o Náuas tratou de jogar bola e, aos 23 minutos, após jogada pelo lado direito, Pólo testou com estilo a bola para a rede de Faísca.

O gol fez bem ao time do Náuas, que quase fez o segundo gol, mas Faísca fez grande defesa aos 27 minutos.

O empate celeste ainda veio no primeiro tempo, aos 33 minutos. Uéslei cobrou bela falta. O goleiro Darlan quis segurar a bola, mas ela carimbou a travessão e no arremate, Leonardo deixou tudo igual.


Na parte complementar de partida, o jogo ficou burocrático, prevalecendo forte marcação das duas equipes.

Nas poucas oportunidades criadas elas acabaram desperdiças ou ainda na mão dos dois goleiros.

Aos 32 minutos, Aislan arrisca um bom chute e Faísca – melhor do jogo – fez excelente defesa.

O time celeste teve a chance da virada somente nos minutos finais. Na primeira delas, Leonardo aplica uma meia bicicleta para a boa defesa de Darlan. Na segunda, Leonardo, livre, chuta a bola sobre o gol do Náuas.

Análise do jogo

O técnico Gilmar Sales, que ainda não conseguiu dar um padrão de jogo para o time celeste, declarou que não existe adversário fácil na competição, mas que o Galo vai continuar trabalhando para correr um busca de uma das vagas do G-4.

Pelo lado do Náuas, o técnico Fernando César ficou satisfeito com o resultado, mas não com a obediência tática de sua equipe. O treinador espera um Náuas bem mais compacto para o jogo de domingo contra o Vasco da Gama, no estádio Totão.

Atlético Acreano 1 x 1 Náuas
Local: Estádio Arena da Floresta (Rio Branco)
Árbitro: Carlos Ronne
Pagantes: 782 - Renda: R$ 5.740,00
Gols: Poló (22min1º); Leonardo (32min1º )
C.A.: Donny (Náuas), Samuel, Fábio, Van Halley (Atlético)

Atlético Acreano - Faísca, Van Halley, Ceildo, Iesley, Rogério, Fábio, Samuel (Val), Erismeu (Dinho), Bruno, Leonardo, Ailton (Araújo).Técnico: Gilmar Sales.
Náuas - Darlan, Aslan, Flávio, Marquinho, Eder, Romarinho, Donny, Marcelinho (Kato), Serginho (Wilame), Pólo (Elsinho), Emerson. Técnico: Neneca.


Tribunal de Justiça privatiza cartórios de Cruzeiro do Sul


Na manhã dessa sexta-feira, (26), foi inaugurado em Cruzeiro do Sul o Cartório Extrajudicial. O cartório que antes era supervisionado pelo Tribunal de Justiça passou a ser privatizado. A inauguração contou com a presença de autoridades judiciárias e municipais, e dos funcionários que trabalhavam no antigo cartório. Dois cartórios funcionarão no prédio na Rua Rego Barros, ao lado do antigo correio, o cartório de registros Civis e o de Registro de Imóveis.

Na manhã dessa sexta-feira, (26), foi inaugurado em Cruzeiro do Sul o Cartório Extrajudicial. O cartório que antes era supervisionado pelo Tribunal de Justiça passou a ser privatizado. A inauguração contou com a presença de autoridades judiciárias e municipais, e dos funcionários que trabalhavam no antigo cartório. Dois cartórios funcionarão no prédio na Rua Rego Barros, ao lado do antigo correio, o cartório de registros Civis e o de Registro de Imóveis.

A cerimônia de entrega foi de agradecimento e para esclarecer as dúvidas sobre o serviço privatizado. Dona Lindalva Pinheiro, que esteve à frente do cartório há 37 anos, ficou muito emocionada com a mudança e a homenagem de agradecimento de todos por fazer um ótimo serviço durante todo esse tempo.

Segundo o Presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Pedro Ranzi, todos os estados estão passando pelo processo de privatização dos cartórios. “O Acre já está no seu processo final da privatização dos cartórios por determinação constitucional. O processo começou em 2006 e nós estamos chegando a mais uma etapa.”

O cartório ainda conta com a supervisão do Tribunal de Justiça, mas o que muda é agilidade da iniciativa privada. De acordo com Luciano Haddad, que será responsável pelo cartório de registro de imóveis, a importância do serviço privatizado é ficar mais próximo do cidadão e não ter receio de investimentos. “O estado, apesar de prestar um bom serviço, tem uma dificuldade de investir, tem toda uma dinâmica mais complexa. Já o privado, o nosso caso, aqui ele pode investir mais rapidamente e a função do investimento é prestar o melhor serviço à população. A importância do cartório é movimentar a economia do local”.

Em relação aos preços Luciano Haddad comenta “Eu estive conversando com os corretores aqui, Joelson e Giovane, eles fizeram na prática vários títulos, domínios, títulos de resgates, títulos de sei lá o que, e foi equivalente a diferença mínima. Uma autenticação era R$ 2,00 e no cartório do meu colega vai ser R$ 2, 10, até o loteamento ficou mais barato. É porque há uma expectativa que vai privatizar e vai ficar mais caro. Porque ninguém pensa que vai privatizar e vai ficar melhor o serviço, essa ninguém fala, tem que pensar positivamente”.

O prefeito Vagner Sales que participou da cerimônia, agradeceu as pessoas que trabalharam e fizeram parte do cartório em Cruzeiro do Sul.
“A privatização dos cartórios de todo o Brasil está chegando aqui em Cruzeiro do Sul e que nós como conhecedores aqui do trabalho que presta o cartório, temos apenas que parabenizar todo o trabalho que foi feito pela dona Lindalva, sempre a frente do cartório e temos que fiscalizar esse novo. Temos que sempre estar muito próximos porque toda mudança ela pode ser para melhor ou para pior e eu tenho certeza que vamos ter uma melhoria.

Realmente quero parabenizar as pessoas que fizeram o concurso público a nível nacional para assumir esse cartório aqui de Cruzeiro do Sul e tenho certeza que o trabalho será voltado para que a gente possa ter aqui um bom atendimento, onde as pessoas possam na verdade estar satisfeitos” – comentou o prefeito.

Kattiúcia Silveira


APAE em ação


A Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais-APAE de Cruzeiro do Sul, em parceria com a Petrobrás, desenvolveu na manhã dessa sexta-feira, (26), a apresentação de mais um dos projetos do APAE em ação. Esse projeto faz parte de um convênio que disponibiliza agentes para a melhoria e qualidade da APAE.


A Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais-APAE de Cruzeiro do Sul, em parceria com a Petrobrás, desenvolveu na manhã dessa sexta-feira, (26), a apresentação de mais um dos projetos do APAE em ação. Esse projeto faz parte de um convênio que disponibiliza agentes para a melhoria e qualidade da APAE.

O convênio foi assinado pela APAE no dia 12 de fevereiro de 2010 onde a Petrobras contratou um fisioterapeuta, fonoaudiólogo, assistente social, psicóloga e um professor de capoeira para auxiliar na educação dos portadores de necessidades especiais.

Segundo a diretora da APAE, Carem Carvalho, a APAE em ação desenvolve projetos e as sextas-feiras e são divididos em cinco temas. “Esses projetos são divididos em cinco, saúde e meio Ambiente, diversidade cultural, jogos, Leitura e arte cênicas e artes. Então eles desenvolvem nas salas na semana e na sexta-feira eles fazem a apresentação”.

Nessa sexta-feira o tema em destaque foi a diversidade cultural, onde foi falado sobre a vida na comunidade e o projeto de leitura “Conhecendo o mundo através das palavras”.A professora da APAE, Uvilene Costa comenta sobre o projeto “ Nessa primeira etapa sobre a vida na comunidade nós demos ênfase na família, eles nós falaram sobre a família deles e no conhecendo o mundo através das palavra eles aprenderem a fazer bilhetes e se comunicaram com todos aqui da APAE. As vezes agente chega a duvidar deles, mas eles são mais capazes do que agente imagina”– conclui a professora.

A apresentação também contou com a entrega de chocolate, músicas e danças.

Kattiúcia Silveira