quinta-feira, 13 de maio de 2010

Polícia realiza diligência para pender autor do homicídio ocorrido nesta quarta-feira na Vila Lagoinha



Uma equipe da Polícia Civil seguiu para a Vila Lagoinha na manhã desta quarta-feira para tentar prender um rapaz de nome Ronaldo, mais conhecido como Ronan, que seria o responsável pelo assassinato de Cleir Oliveira da Silva, 38, ocorrida na noite de quarta-feira, 12. A vítima foi atingida pelas costas com uma faca que ultrapassou o coração. De acordo com o delegado Elton Futigami, até agora ainda não se sabe o verdadeiro motivo do crime.


Uma equipe da Polícia Civil seguiu para a Vila Lagoinha na manhã desta quarta-feira para tentar prender um rapaz de nome Ronaldo, mais conhecido como Ronan, que seria o responsável pelo assassinato de Cleir Oliveira da Silva, 38, ocorrida na noite de quarta-feira, 12. A vítima foi atingida pelas costas com uma faca que ultrapassou o coração. De acordo com o delegado Elton Futigami, até agora ainda não se sabe o verdadeiro motivo do crime.

Faltavam poucos minutos para meia noite quando o homicídio aconteceu. Segundo informações de familiares da vítima que prestaram queixa à polícia na manhã desta quinta-feira, Ronan participava de uma bebedeira na vila e, por motivo ainda desconhecido, cravou a faca nas costas de Cleir que morreu na hora.

Segundo o delegado, nas instigações preliminares ainda não foi possível esclarecer os motivos do crime. No entanto, a polícia trabalha com duas hipóteses. “A primeira é que o crime teria sido praticado simplesmente por motivo da bebedeira. A outra seria uma rixa antiga. Cleir teria praticado alguns furtos na comunidade e seria responsável pelo furto de galinhas de Ronan que resolveu matar o suspeito” – disse Futigami.

Ainda de acordo com a polícia, o pai de Ronan, teria entregado a faca para que o filho praticasse o crime. O delegado Elton Futigami garante que em breve o acusado será preso.

Marinha vai reforçar presença no Acre com agências em cinco municípios



Um grupo de oficiais da Marinha pertencente ao 9º Distrito Naval, sediado em Manaus, esteve nesta quarta-feira, 12, em Cruzeiro do Sul, depois de visitar Epitaciolândia, Brasiléia e Assis Brasil, com presença inclusive de seu comandante, o vice-almirante Fernandes. Seu objetivo é visitar obras que estão sendo executadas pelo Governo do Estado em parceria com o Programa Calha Norte, do Governo Federal. Outra equipe de oficiais do 9º Distrito Naval também chegou à noite tendo cumprido rota diferente de visitação, passando por Jordão e Marechal Thaumaturgo.


Escrito por Flaviano Schneider

Convênio entre Governo do Estado e Marinha relacionado ao navio-hospital Dr. Montenegro será renovado

Um grupo de oficiais da Marinha pertencente ao 9º Distrito Naval, sediado em Manaus, esteve nesta quarta-feira, 12, em Cruzeiro do Sul, depois de visitar Epitaciolândia, Brasiléia e Assis Brasil, com presença inclusive de seu comandante, o vice-almirante Fernandes. Seu objetivo é visitar obras que estão sendo executadas pelo Governo do Estado em parceria com o Programa Calha Norte, do Governo Federal. Outra equipe de oficiais do 9º Distrito Naval também chegou à noite tendo cumprido rota diferente de visitação, passando por Jordão e Marechal Thaumaturgo.


Em Cruzeiro do Sul, acompanhado pelo vice-governador César Messias, o grupo de oficiais visitou as obras do Estádio Arena do Juruá e a Ponte do Juruá. Segundo explicou o vice-governador, o programa Calha Norte tem diversas parcerias com o Governo do Estado em ações como abertura de ramais e compra de patrulhas mecânicas. O Estádio Arena do Juruá também recebe aporte financeiro do Calha Norte no valor de R$ 1.300.000,00.

No entanto, o mais importante assunto de sua visita ao Juruá, segundo contou o vice-almirante Fernandes, é a questão da instalação de uma agência de segurança do tráfego aquaviário em Cruzeiro do Sul. "A estratégia nacional de defesa prevê para a área de jurisdição do comando do 9º Distrito Naval que abrange Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia colocação de agências de segurança do tráfego aquaviário em algumas cidades. E uma das cidades prioritárias para a Marinha é Cruzeiro do Sul, por conta do seu movimento e do seu crescimento ao longo desses anos".

Mais presença da Marinha

Segundo Fernandes, o 9º Distrito está em negociação com o Governo do Estado para a cessão de terrenos e sua visita também tem o objetivo de verificar o melhor lugar para instalação da agência, local este indicado pelo governo do Estado. Informou ainda que a Marinha conta com recursos do Calha Norte para instalação da agência. Ele contou que assim que for instalada a agência, a Marinha vai começar os trabalhos em Cruzeiro do Sul com 11 militares: "Vamos aumentar a presença dos navios, tanto do Navio Hospital Dr. Montenegro, que é um convênio com o estado do Acre para atendimento aos ribeirinhos, como com nossos navios-patrulha para orientar a segurança do tráfego", disse.

O convênio entre a Marinha e o governo do Acre em relação ao navio-hospital que tinha vigência de dez anos expirou em 2010, mas o comandante Fernandes informou que ele está sendo renovado e, mais, a Marinha anda vai ampliar a capacidade da embarcação. Entre outros itens vai ser instalado um mamógrafo, para melhorar a capacidade de atendimento.

Cinco bases no Acre

O vice-governador César Messias informou que as conversações com a Marinha prevêem a instalação de cinco bases no Acre; além das agências de Cruzeiro do Sul e Rio Branco, que são prioritárias, também serão instaladas bases em Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Feijó. Para o vice-governador a agência em Cruzeiro do Sul terá importância fundamental para a região, já que na atualidade que precisa dos serviços da Marinha precisa ir até Eirunepé, no Baixo Juruá, o que causa muitos transtornos principalmente para os proprietários de embarcações. "Com a boa vontade do ministro da Marinha vamos ter disponível este serviço não apenas em Cruzeiro do Sul, mas também na capital e em mais três municípios".

Estádio e Ponte do Juruá

A expectativa é grande em Cruzeiro do Sul com relação às obras da Ponte do Juruá e do Estádio Arena da Floresta. O vice-governador está confiante de que o Estádio será entregue à população no aniversário da cidade que acontece em 28 de setembro. Durante a visita à ponte, a comitiva da Marinha e o vice-governador foram recepcionados pela engenheira chefe do Planejamento da obra, Marina Matos. Ela garantiu que o cronograma da obra está em dia e será entregue em dezembro.
César Messias também falou de sua expectativa em relação à BR-364: "São Pedro vai nos ajudar para concluir também a restauração daqui até o rio Gregório, e avançar na BR-364. A vontade do governo e a determinação do governador Binho Marques é essa: entregar, se possível, todas as obras que estamos fazendo até o fim do nosso governo".

Prefeitura de Cruzeiro do Sul inicia a doação de vacina contra aftosa



Este ano a Secretaria Municipal de Agricultura, está doando a vacina para criadores que têm um rebanho com até 30 cabeças de gado. Além de ajudar os pequenos criadores, o município faz questão de contribuir com a sanidade animal.



Este ano a Secretaria Municipal de Agricultura, está doando a vacina para criadores que têm um rebanho com até 30 cabeças de gado. Além de ajudar os pequenos criadores, o município faz questão de contribuir com a sanidade animal.

Pelo segundo ano consecutivo, os pequenos criadores de gado bovino do município de Cruzeiro do Sul, estão recebendo gratuitamente da Prefeitura, as doses da vacina contra a febre aftosa para imunizar o rebanho. Em 2009, que foi o primeiro ano de administração do prefeito, Vagner Sales, ele autorizou a doação para criadores com até 20 cabeças. Mesmo assim, alguns pequenos pecuaristas que se encaixam em outras faixas quanto ao tamanho do rebanho, deixaram de vacinar. Este ano o prefeito decidiu ampliar o atendimento, doando a vacina para criadores que possuem até 30 animais.

“Essa ação da Prefeitura e a nossa decisão de doar a vacina, é porque conhecemos a realidade dos pequenos, que não trabalham diretamente na pecuária. Muitos criam algumas cabeças de gado apenas para alimentar a família e em alguns casos as propriedades são muito distante, nas margens dos rios. Além de doar, estamos informando direitinho, os procedimentos para adquirir a vacina e a importância de imunizar o gado”, diz o prefeito Vagner Sales.

O secretário municipal de agricultura, Erni Dombrowiski, explica que os criadores com até 30 cabeças de gado, devem procurar a Secretaria onde receberão uma autorização, que deve ser apresentada em uma das lojas agropecuárias credenciadas para fornecer a vacina. “O criador pega a nota fiscal, em seguida vai até a propriedade, vacina o rebanho e depois apresenta a nota no Idaf, para declarar a vacinação. No ano passado tivemos quase dois mil atendimentos e muitos dos que vacinaram não compareceram para declarar”, lembra Dombrowiski.

Ainda de acordo com Erni Dombrowiski, este ano técnicos do Idaf e da Secretaria de Agricultura, vão selecionar alguns criadores que não vacinaram o rebanho no ano passado, para acompanhar nessas propriedades a vacinação nesta etapa. “É uma forma de incentivar para que ele conheça a importância de ter o rebanho vacinado contribuindo com a sanidade animal e a qualidade do produto que o consumidor precisa ter em sua mesa”, finaliza.

Aposentada presa acusada de envolvimento com o tráfico alega ser inocente



Agentes da Polícia Federal apreenderam, no dia 14 do mês de abril, 2,3 quilos de cocaína na casa da aposentada Dilmar Rosas a Silva, 69, que mora no Bairro do Formoso. De acordo com a polícia, a droga seria comercializada no mesmo bairro pelo filho da dona da casa, Evandro Rosas da Silva, 31, que foi preso no momento da apreensão.



Agentes da Polícia Federal apreenderam, no dia 14 do mês de abril, 2,3 quilos de cocaína na casa da aposentada Dilmar Rosas a Silva, 69, que mora no Bairro do Formoso. De acordo com a polícia, a droga seria comercializada no mesmo bairro pelo filho da dona da casa, Evandro Rosas da Silva, 31, que foi preso no momento da apreensão.

A aposentada também foi presa acusada de ser cúmplice do filho na venda da droga. Após 30 dias no presídio, dona Dilmar quebrou o silêncio e solicitou a presença da imprensa para se defender das acusações. Ela nega qualquer envolvimento com o tráfico.

“Nunca fiz isso” foi a primeira frase dita por dona Dilmar na entrevista concedida na última quarta-feira, 12, na Unidade de Recuperação Social Manoel Néri da Silva. A aposentada garante que não sabia que o filho havia guardado cocaína na casa onde ela mora e ficou surpresa com a chegada dos policiais que invadiram e encontraram a droga em um quarto que estava de porta trancada.

“Eu havia acabado de chegar do Hospital quando eles chegaram e pediram a chave, chamei o meu filho e ele entregou a chave foi quando eles encontraram a droga dentro do quarto. Mas eu não sabia que tinha droga lá” – alegou a idosa que ainda comentou que antes de ser presa, havia visitado a delegacia apenas para desmentir o filho, em uma vez que foi preso e tentava enganar a polícia dizendo que era menor de idade.
Dona Dilmar confessou que tinha conhecimento de que Evandro era traficante, mas que não admitia as atitudes do filho. Segunda ela, no momento da prisão, Evandro teria afirmado para os policiais que sua mãe não tinha nenhuma responsabilidade pela droga e assumiu que era proprietário do entorpecente.

“Tenho minha aposentadoria e não preciso vender droga para viver. Agora me vejo nessa situação. Passei meu aniversário e o pior dia das mães da minha vida na cadeia. Nunca imaginei passar por isso” – desabafou a idosa emocionada com lágrimas no rosto.

O advogado de dona Dilmar, João Tota Filho, disse que acredita na inocência de sua cliente e apresentou um pedido de Liberdade Provisória, mas o pedido foi negado em primeira instância. Agora Tota Filho aguarda o parecer do Tribunal de Justiça do Acre sobre um pedido de Habeas Corpus apresentado esta semana. “Ela não pode pagar pelo crime cometido pelo filho” – contesta Tota.

A aposentada acredita que em breve poderá deixar a cadeia. “Acredito porque sou inocente. Nunca vendi, não uso e não vendo droga. Se eu vendesse, não negaria e não estaria aqui chorando todos os dias, faria como as outras que não estão nem ai, fazem é dançar e se divertir aqui dentro. Eu choro por está pagando pelo crime que não cometi” – argumentou dona Dilmar.

Vereador Ribeiro do PTN afirma está sendo ameaçado de morte e pede proteção policial



O vereador Francisco Ribeiro compareceu à Delegacia Geral de Polícia, em Cruzeiro do Sul, no início desta semana, para solicitar uma investigação no sentido de identificar uma pessoa que estaria o ameaçando de morte. De acordo com o parlamentar, todo dia recebe ligações através do celular, de forma restrita, de alguém que afirma que irá acabar com sua vida. A denúncia está sendo apurada e o vereador está sob proteção da polícia.



O vereador Francisco Ribeiro compareceu à Delegacia Geral de Polícia, em Cruzeiro do Sul, no início desta semana, para solicitar uma investigação no sentido de identificar uma pessoa que estaria o ameaçando de morte. De acordo com o parlamentar, todo dia recebe ligações através do celular, de forma restrita, de alguém que afirma que irá acabar com sua vida. A denúncia está sendo apurada e o vereador está sob proteção da polícia.

De acordo com Ribeiro, as ligações ameaçadoras são freqüentes. Um homem de voz assustadora liga para dizer que os dias dele estão contados e orienta que ele tenha cuidado com a vida. O parlamentar afirma que não tem suspeitas de quem estaria fazendo as ameaças.

“Acho que é porque estou trabalhando e incomodando algumas pessoas. Mas, quero dizer para essa pessoa que não tenho medo, vou continuar com o meu trabalho e se alguém quiser tomar meu mandato vai ter lutar muito porque foi eleito para trabalhar pelo povo” – disse.

Ribeiro prestou queixa e solicitou ao comando da Polícia Militar e ao delegado proteção policial. Na delegacia o parlamentar recebeu um colete a prova de bala e usa todas as vezes que anda pelas ruas da cidade. “Pedi proteção porque já mataram um vereador no nosso estado e vi a necessidade pedir segurança de vida para não ser a próxima vítima” – afirmou.