quarta-feira, 30 de junho de 2010

Tião Viana luta para reabilitar dependentes químicos em Cruzeiro do Sul


Tião Viana conseguiu que o Ministério do Desenvolvimento Social empenhasse os R$ 200 mil que apresentou em emenda ao Orçamento da União para a prefeitura de Cruzeiro do Sul construir ainda este ano um centro especializado na reabilitação de dependentes químicos da capital do Juruá.


O senador Tião Viana conseguiu que o Ministério do Desenvolvimento Social empenhasse os R$ 200 mil que apresentou em emenda ao Orçamento da União para a prefeitura de Cruzeiro do Sul construir ainda este ano um centro especializado na reabilitação de dependentes químicos da capital do Juruá.

Como se sabe, o consumo de drogas em Cruzeiro do Sul tem provocado um quadro social grave, com sérias conseqüências nas áreas de saúde e segurança pública pelos males e pela violência que o tráfico de drogas, principalmente a cocaína, costuma ocasionar.

Foi pensando em mudar esse quadro social que o senador Tião Viana decidiu contribuir para o município dispor de um centro de reabilitação de dependentes químicos. Ao justificar a sua emenda, Viana assinala que o tráfico de drogas acarreta em Cruzeiro do Sul um alto custo social, além de sofrimentos físicos e morais aos usuários, famílias e comunidade como um todo.

A esse quadro se soma a disseminação da doenças como a AIDS, cujo vírus HIV infecta parcelas crescentes da população vivendo em situações de riscos, principalmente em usuários de drogas injetáveis e seus parceiros sexuais, representando um foco de propagação que atinge toda a sociedade.

Tião Viana destaca que o centro de recuperação de dependentes químicos terá por objetivo prevenir, tratar e reinserir na sociedade os dependentes químicos. Nesse sentido, o centro dará tratamento a adolescentes, jovens e adultos masculinos e femininos, dependentes de substâncias psicoativas. O tratamento incluirá cursos profissionalizantes, atividades terapêuticas, esportivas, culturais e de lazer, levando em conta uma proposta alternativa de visão de homem e mundo com base na espiritualidade e fé cristã.

Assessoria de Imprensa do senador Tião Viana.

Blog feito por Grupo de Articulação aborda temas sobre questões sociais em Cruzeiro do Sul



Há alguns meses está no meio virtual um blog formado pelo Grupo de Articulação Universitária e Popular da Floresta – GAUPF. O blog SOSCRUZEIRO aborda temas como meio ambiente, as questões sociais e a cada dia vem aumentando o número de acessos e colaboradores.


Há alguns meses está no meio virtual um blog formado pelo Grupo de Articulação Universitária e Popular da Floresta – GAUPF. O blog SOSCRUZEIRO aborda temas como meio ambiente, as questões sociais e a cada dia vem aumentando o número de acessos e colaboradores.

O GAUPF é um movimento social formado por universitários, professores, funcionários públicos e a população que estão preocupados com a situação política, econômica e ambiental da cidade de Cruzeiro do Sul. O grupo surgiu na UFAC- Campus Floresta, quando os acadêmicos decidiram reivindicar pela falta de professores.

A partir de então os alunos e os professores sentiram a necessidade de iniciar um movimento contínuo. De acordo com o coordenador do GAUPF, Marcelo Siqueira, as pessoas foram percebendo que só os universitários não tinham poder de ação muito amplo. “Mas um universitário, um professor, mais a dona de casa, um aposentado e um servidor público têm uma força enorme e nós podemos construir um novo processo social em Cruzeiro do Sul” - afirma Marcelo.

O GAUPF realizou o protesto “Diga não ao IPTU abusivo”, foi então que o grupo mostrou realmente a cara de forma organizada e defendendo os interesses da população. “Nós fizemos o executivo recuar, foram isentas nove mil famílias do pagamento do IPTU. Esse foi o nosso grande passo. Em seguida nós criamos o blog, que é um espaço para dar continuidade para divulgar o trabalho do GAUPF e a nossa ultima ação foi no Igarapé Preto, onde realizamos uma limpeza e levantamos a questão do meio ambiente com responsabilidade” – relata o coordenador do GAUPF.

Ainda de acordo com o coordenador, o objetivo central do blog é lutar pelas questões sociais em Cruzeiro do Sul. “O objetivo central do GAUPF é não deixar que o cidadão cruzeirense tenha um fim descrito, por exemplo, na literatura como João Cabral de Melo Neto em sua obra Morte e Vida Severina, onde a única parte que cabe ao cidadão pobre é o tamanho do terreno de sua cova o nosso latifúndio, a nossa cidade pertence a todos nós e não a minoria. Então nós queremos justiça social, queremos defender o interesse da comunidade de maneira inteligente não apenas criticando, mas propondo a solução para os problemas. A nossa idéia é capacitar o cidadão para que ele seja ativo na sociedade, em todos os seguimentos” – explica.

O blog SOSCRUZEIRO retrata de forma engraçada e séria, ao mesmo tempo, a realidade da cidade. Um dos tópicos mais visto e que chama mais atenção dos leitores que acompanham o blog é o Springfield Cruzeirenses, uma sátira inspirada no desenho dos Simpsons. “A Springfield é uma cidade que existe de fato nos Estados Unidos, quando ela foi transferida para os Simpsons ela foi com o intuito de satirizar os problemas que realmente existem nos Estados Unidos.

Trazer esse evento Springfield Cruzeirenses, satiriza de maneira inteligente Cruzeiro do Sul com os Simpsons, mostrando todos os defeitos da cidade de maneira cômica, apenas em um mundo fictício é uma forma de retratar a sociedade que apesar do humor, isso retrata muito dos políticos brasileiros, sobretudo os do nordeste e norte do nosso país, como é o caso de Cruzeiro do Sul. A sátira é montada em cima da realidade, e vale lembrar que qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência” - comenta o coordenador.

Devido às ações realizadas pelo o GAUPF, pessoas já criticaram o Grupo de Articulação que chegaram a ser quase expulsos por causa das manifestações. “Quando nós iniciamos o projeto Diga não ao IPTU Abusivo e conseguimos beneficiar nove mil famílias, nós recebemos um muito obrigado de um vereador, que não convém citar seu nome, o título de vagabundos, baderneiros e desocupados e essa pessoa chamou a polícia para retirar os ativistas sociais, como preferimos nos chamar, da Câmara de Vereadores.

Isso aconteceu porque no processo da democracia quando você está sozinho dizendo como as coisas devem ser e você não tem oposição, isso deixa de ser democracia e passa a ser ditadura. Ai fica fácil governar eu não me permito as criticas, posso criticar e o mundo é um mar de rosas, mas eu não pergunto para a população se as coisas vão bem.

A partir do momento que surge um contraponto para as pessoas, o debate se transforma em briga e para nós do GAUPF as idéias brigam, as pessoas não. Para nós, debater é uma forma de solucionar os problemas, para outras pessoas, debater é um problema. Essa critica foi um fato isolado, mas outras criticas virão porque quando você não tem argumentos para discutir os problemas sociais, você parte para o ataque pessoal e nós não vamos entrar para ataque pessoal e ainda temos muito para fazer pela nossa cidade – afirma Marcelo Siqueira.

Para participar do GAUPF é só acessar o blog www.soscruzeiro.blogspot.com e ao lado da página tem um e-mail para entrar em contato com os responsáveis. “As pessoas que querem participar do GAUPF não precisam se preocupar com partido político porque o GAUPF não impede da pessoa exercer o direito a democracia. Nós aprendemos viver com as nossas diferenças. Também não focamos só em criticar a prefeitura, nós estamos com o foco em qualquer ação governamental que não tenha um resultado expressivo. Estamos fazendo papel meio que de fiscais da sociedade e temos a capacidade de entender o modo de vida da nossa gente, sem fazer discurso demagógico que nascemos nas barrancas do Rio Juruá. Todos nós nascemos nas barrancas do Rio Juruá, do mais simples ao mais estudado, e todos somos cruzeirenses e sabemos as dificuldades e também como defender a nossa gente” – conclui.

Kattiúcia Silveira


Ministério do Meio Ambiente e SEMA promovem oficina sobre Resíduos Sólidos em Cruzeiro do Sul


Do dia 29 de junho a 1º de julho está sendo realizada em Cruzeiro do Sul a Oficina Regional sobre o Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PEGIRS. Durante a atividades da oficina será apresentado e validado o diagnóstico estadual dos resíduos sólidos e apresentada à forma de consulta pública sobre o projeto de lei de resíduos do Estado do Acre.


Do dia 29 de junho a 1º de julho está sendo realizada em Cruzeiro do Sul a Oficina Regional sobre o Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PEGIRS. Durante a atividades da oficina será apresentado e validado o diagnóstico estadual dos resíduos sólidos e apresentada à forma de consulta pública sobre o projeto de lei de resíduos do Estado do Acre.

O objetivo central da oficina é estabelecer diretrizes e ações estratégicas capazes de nortear o estado e seus municípios para a adequação da gestão dos resíduos sólidos. Participam ds oficins dois representantes do Ministério do Meio Ambiente, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente-SEMA, as secretarias de meio ambiente dos municípios do Vale do Juruá, representantes do IMAC e do Ministério Público.

De acordo com a Coordenadora Estadual do PEGIRS, Rosana Cavalcante, essa oficina é o resultado dos trabalhos realizados em 2007 através de um convênio assinado pelo Ministério do Meio Ambiente. “Em 2007 todos os estado teriam que mandar uma proposta para o Ministério do Meio Ambiente. O Acre foi contemplado com o recurso, em 2009 começou o trabalho e hoje é o resultado dos levantamentos que foram realizados no estado”.

Dos 22 municípios do Estado do Acre apenas a capital possui uma Unidade de Tratamento e Destinação de Resíduos Sólidos – UTRE. A segunda maior cidade do estado possui apenas um aterro sanitário controlado com tendências a se transformar em um lixão. A proposta do Estado é a erradicação dos lixões, através de consórcios públicos feitos pelo Ministério do Meio Ambiente e da SEMA para que os municípios do Vale do Juruá trabalhem em parceria.

O Analista de Infraestrutura em Saneamento do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Porto, explicou a forma como os municípios irão formar consórcios para trabalharem juntos a questão dos resíduos sólidos. “Ao invés de um município tratar sozinho a questão dos resíduos sólidos, nós estamos mostrando como é mais fácil trabalhar através dos consórcios entre os municípios. Então você tem uma unidade centralizada, a idéia então é você ter uma autarquia pública para que você consiga maximizar os recursos que são destinados para essas atividades e minimizar os gastos e cada município tem a sua parcela de acordo com a sua população”.

Segundo a Chefe do Departamento de Controle Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Cruzeiro do Sul, Francisca Nascimento, com o apoio do Ministério do Meio Ambiente e da SEMA, Cruzeiro do Sul agora terá condições técnicas para desenvolver o plano municipal de gestão dos resíduos sólidos. “Nós vamos alargar esses laços de contatos e já estamos montando uma agenda municipal com os setores e secretarias para que nós possamos está esmiuçando esses dados.

A oficina está acontecendo de forma bem detalhada e com todas as diretrizes de informação e está vindo um técnico, que vai se juntar aos outros técnicos em campo, trabalhando, discutindo e criando algo bem concreto dentro da realidade dos municípios do Vale do Juruá”.

Kattiúcia Silveira



Binho assina convênio que garante Rio Branco e Náuas no Brasileirão 2010


O governador Binho Marques assinou nesta quarta-feira, 30, convênio de R$ 550 mil com a Federação de Futebol do Acre como colaboração e premiação de incentivo à participação do Rio Branco Futebol Clube e do Náuas Esporte Clube no Campeonato Brasileiro 2010, respectivamente nas Séries C e D. O Rio Branco, atual campeão estadual, recebe R$ 320 mil e o Náuas, vice no Acreano 2010, R$ 230 mil. Os repasses são feitos à medida em que os times avançam na competição.


Escrito por Edmilson Ferreira

Estrelão disputa acesso à Série B e Náuas representa o Acre na Série D. Esforço do Governo elevou qualidade do futebol acreano

O governador Binho Marques assinou nesta quarta-feira, 30, convênio de R$ 550 mil com a Federação de Futebol do Acre como colaboração e premiação de incentivo à participação do Rio Branco Futebol Clube e do Náuas Esporte Clube no Campeonato Brasileiro 2010, respectivamente nas Séries C e D. O Rio Branco, atual campeão estadual, recebe R$ 320 mil e o Náuas, vice no Acreano 2010, R$ 230 mil. Os repasses são feitos à medida em que os times avançam na competição.

O ato foi realizado no gramado do Estádio José de Melo, onde Binho cumprimentou a cada dos integrantes da comissão técnica do Rio Branco, a diretoria do Náuas, e os atletas do Rio Branco. Estiveram presentes os secretários de Estado do Esporte, Turismo e Lazer, Cassiano Marques, e da Comunicação Social, Aníbal Diniz; o assessor político do Governo, Francisco Nepomuceno, o Carioca; os presidentes do Rio Branco FC, Natal Xavier, do Náuas, Edvan Marques, e da Federação de Futebol do Acre, Antônio Aquino, além de atletas e desportistas pioneiros, como o ex-presidente do RBFC, Lourival Marques.

"Quero sair do Governo com essa marca, de ver o Rio Branco na Série B e o Náuas na Série C", disse o governador aos dirigentes e atletas. A cerimônia, muito simples, serviu também para que fossem apresentados ao governador os reforços contratados pelo Rio Branco para a temporada que começa na segunda metade de julho.

Binho Marques agradeceu o envolvimento de todos na luta para dar mais qualidade ao esporte do Acre, ressaltando o papel da imprensa esportiva, que participa ativamente dos eventos. "A Arena da Floresta é sucesso graças à imprensa", observou Binho Marques. Em seguida, convidou Lourival Marques para fixar o símbolo do Governo da Floresta, uma castanheira estilizada, na camisa dos jogadores Anselmo, meio de campo avançado, e Valdir Papel, centroavante, como lembrança do ato. Todos os jogadores receberam o ícone. Anselmo é acreano e atuou em outros times da capital. Já Valdir Papel é o mais experiente, tendo atuado em grandes equipes do futebol nacional, como o Vasco da Gama (RJ).

De seu lado, Antônio Aquino fez uma reflexão sobre o atual momento do futebol acreano, propício, segundo ele, para recuperar o que ficou diante de outros Estados que, apesar de estarem no mesmo nível do Acre, conseguiram avançar nas séries do Brasileirão. "O momento é agora", disse Aquino, convocando todos ao esforço de levar campeão e vice às séries seguintes e lembrou do trabalho que vem sendo feito há muitos anos, que tomou impulso com a chegada de Jorge Viana ao Governo do Estado e que recebeu apoio ainda maior no mandato de Binho Marques. "Essa luta vem desde 1919 quando o Acre começou a praticar futebol", declarou Antônio Aquino.

O presidente do RBFC fez referência às diferenças do futebol local, onde torcidas de diferentes times se juntam para vibrar em favor do Acre. "Aqui impera o sentimento de acreanismo", disse Natal Xavier, citando o filme "Invictus" como fonte de inspiração para o trabalho que vem sendo desenvolvido no clube. Invictus traz a inspiradora história de como Nelson Mandela, interpretado por Morgan Freeman, uniu forças com o capitão da equipe de rúgbi da África do Sul, Francois Pienaar (Matt Damon) para ajudar a unir a nação que saira há pouco do regime de segregação racial.


Náuas anuncia esforço e luta na Série D

O presidente do Náuas, Edvan Marques, disse que o clube formou uma equipe forte para disputar a Série D, competição que em sua opinião não é fácil, mas o time cruzeirense contará com a torcida de milhares de acreanos para chegar à Série C. "Estamos trabalhando bastante e vamos lutar para conseguir bons resultados", disse Edvan, agradecendo o esforço do governador Binho Marques em apoiar o futebol do Juruá. O Náuas contratou onze reforços para a Série D, mas o grupo ainda precisa de outros jogadores, informou Edvan.

A Secretaria de Turismo uniu-se a dirigentes e desportistas e formou um comitê para acompanhamento dos dois clubes em sua trajetória no Brasileirão deste ano. "São debatidas as melhores soluções de planejamento das equipes", disse Cassiano Marques, titular da Setul, pasta responsável pelas políticas públicas para o esporte amador e de alto rendimento. No próximo domingo, 4, o Rio Branco faz o primeiro amistoso com o atual grupo. O jogo será na Arena da Floresta, às 18h30, contra o Desportivo Maldonado, campeão do Departamento peruano de Madre de Dios.

Onde tudo recomeçou

Além de um planejamento criterioso e investimentos objetivos, investimentos como a Arena da Floresta tem sido os pilares do novo tempo do futebol profissional. Construída durante a gestão de Jorge Viana, a Arena é um dos cinco estádios mais modernos do Brasil.

Com o mesmo gramado utilizado no Maracanã, o estádio foi projetado pela mesma construtora do Kyocera Arena e da Arena Joinville e possui capacidade atual para 14.000 espectadores acomodados em cadeiras distribuídas nos quatro setores do estádio, camarotes e tribunas. Entre outros espaços, cada vestiário possui capacidade para acomodar 20 atletas, além da área de aquecimento de 40 metros quadrados, que poucos estádios possuem.

Há ainda dois elevadores, duas tribunas de honra e oito camarotes. No início do governo Binho Marques, foram adquiridas todas as cadeiras necessárias para que as 100% das arquibancadas tivessem essa acomodação. As cadeiras foram instaladas em design moderno, com mosaicos e desenhos de figuras típicas da Amazônia nas cores vermelho e amarelo.

A Arena da Floresta é o divisor de águas no futebol profissional. Seu advento elevou em 1.000% a presença de torcedores nas competições oficiais: "em 2007 a média de torcedores era de 232 pessoas por jogo. Em 2010 chegou a 2.000 pessoas/jogo", disse Cassiano Marques. O Campeonato Acreano de 2010 movimentou milhares de torcedores. Apenas na Arena da Floresta passaram 32 mil pessoas nos jogos. As partidas também foram disputadas em Senador Guiomard, Brasileia e Mâncio Lima. Desde a partida inaugural entre Rio Branco e Seleção Sub-20, em 2006, 248 mil torcedores estiveram nos jogos da Arena.

Arena do Juruá, mais um grande investimento no futebol

No Campeonato Acreano 2010 participaram representantes de várias regionais do Estado. O Náuas é de Cruzeiro do Sul, município onde o Governo do Estado realiza uma das mais importantes obras para o esporte do Vale do Juruá: a construção do estádio Arena do Juruá, no KM 9 da estrada do aeroporto terá inclusive local para a realização de shows e eventos.

O investimento é de R$ 15,7 milhões e as obras devem estar prontas em setembro. Quando todas as fases forem concluídas, a Arena do Juruá terá capacidade para 14 mil torcedores. O padrão do projeto é o mesmo da Arena da Floresta, em Rio Branco, e está em acordo com as definições da Fifa.

NÚMEROS

1,5 milhão de reais foram investidos em 2010 no futebol profissional e nas categorias de base dos dez clubes filiados à Federação de Futebol do Acre, que mantém convênio com o Governo do Estado.

1.000
atletas profissionais e amadores estão diretamente envolvidos com o futebol no Acre

Rádio de Cruzeiro do Sul perde Capitão Mário e Braz Ribeiro


A cidade de Cruzeiro do Sul perdeu esta semana dois de seus radialistas mais queridos. O jornalista, Braz Ribeiro, morreu no último domingo (27), vítima de infarto e, nesta segunda-feira (28), aos 89 anos de idade, faleceu o locutor Mário de Oliveira, o Capitão Mário que durante muitos anos levou as informações esportivas da região através das ondas do rádio. Os dois comunicadores trabalharam durante longos anos na Rádio Verdes Florestas.


A cidade de Cruzeiro do Sul perdeu esta semana dois de seus radialistas mais queridos. O jornalista, Braz Ribeiro, morreu no último domingo (27), vítima de infarto e, nesta segunda-feira (28), aos 89 anos de idade, faleceu o locutor Mário de Oliveira, o Capitão Mário que durante muitos anos levou as informações esportivas da região através das ondas do rádio. Os dois comunicadores trabalharam durante longos anos na Rádio Verdes Florestas.

José Braz Ribeiro chegou a Cruzeiro do Sul na década de 80, motivado por um Programa de Assentamento de Produtores Rurais, promovido pelo Governo Federal, que trouxe ao Acre centenas de famílias de outras regiões do país que se instalaram no Projeto Santa Luzia. Vindo de Minas Gerais, o agricultor cumpriu uma missão religiosa e sempre se manteve direcionado para colaborar com as atividades da Igreja Católica.

A dedicação às obras da igreja proporcionou ao mineiro que adotou a cidade de Cruzeiro do Sul para criar os filhos, um bom relacionamento com os dirigentes católicos e foi pela amizade com o Padre Eriberto, que Braz Ribeiro chegou ao rádio. Convidado para apresentar um programa voltado para evangelização teve participação efetiva durante 10 anos na Rádio Verdes Florestas.

Além da parte religiosa, Braz Ribeiro se profissionalizou na área de jornalismo e cumpria a missão de buscar as notícias de interesse da população nas comunidades, ao mesmo tempo em que apresentava o Programa Cidade em Revista. Tornou-se popular pelo dito “relógio que atrasa não adianta”, frase que pronunciava todos os dias na abertura do programa.

Há cinco anos, assim que teve direito a aposentadoria, o jornalista decidiu deixar a cidade de Cruzeiro do Sul e foi morar em Boa Vista, capital do Estado de Roraima, onde faleceu no último domingo. Sua morte foi repentina. De acordo com os filhos que ainda moram em Cruzeiro do Sul, há um mês ele havia sido hospitalizado, mas os médicos concluíram que o problema era uma infecção e com os medicamentos indicados ainda chegou a se recuperar. Mas, neste domingo, Braz Ribeiro foi vitima de um infarto fulminante que tirou sua vida.

O capitão Mário de Oliveira também deixa saudades para os rádiouvintes do Juruá. Há muitos anos o militar da reserva que adotou a comunicação através do rádio como seu principal ofício, apresentava problemas de saúde que se agravaram nos últimos meses e acabaram com a vida do professor sabe tudo, como era chamado em um dos programas que apresentava na Rádio Verdes Florestas.

Natural do Estado do Rio de Janeiro, Mário de Oliveira veio em missão para o Acre e se apaixonou pela cidade de Cruzeiro do Sul ao ponto de decidir morar aqui durante o restante de sua vida. Assim que deixou a vida militar e entrou para a reserva do Exército, ele foi convidado para gerenciar a Rádio Nacional e ainda chegou a sair de Cruzeiro do Sul para coordenar a estatal em outros estados, mas, por decisão particular, resolveu voltar e aqui ocupou espaço durante 20 anos na Rádio Verdes Florestas.

Em um de seus programas, o capitão criou a figura do Professor Sabe tudo que decifrava os sonhos dos ouvintes. Todos os dias o público escrevia ao programa contando o que havia sonhado durante a noite e solicitava que o Professor explicasse o significado. As explicações do capitão, muitas vezes serviam como conselho para seus ouvintes. Em outros casos, o professor aproveitava para descontrair e colocava uma pitada de humor nas respostas às correspondências.

Capitão Mário também contribuiu para o desenvolvimento do esporte da segunda maior cidade acreana. Por muito tempo apresentou, também na rádio Verdes Florestas, o programa Hora do Esporte em que informava às comunidades de todos os eventos esportivos da região. Muito crítico, o capitão cobrava a inclusão de uma equipe de Cruzeiro do Sul no Campeonato Acreano de Futebol. De tanto insistir, ainda teve oportunidade de viver para presenciar as primeiras participações do Náuas no Estadual. Sua morte aconteceu na casa da família, na Avenida 25 de Agosto. Ele deixou uma filha e a esposa.

As histórias de cada programa e o legado desses dois homens, exemplos de cidadãos que chegaram e deixam seus nomes gravados na memória dos cruzeirenses, vão ficar para sempre na lembrança dos amigos, como do diretor da Radio verdes Florestas, Graci Rezende, que conviveu por longos anos com o Capitão Mário e Braz Ribeiro. “Foram exemplos de profissionais responsáveis, dedicados e que sempre procuraram preservar a moral e a ética em tudo que fizeram” – lembra o colega.