domingo, 4 de julho de 2010

Ciumento usa os mesmos requintes de crueldade para matar mulher e possível amante na Vila São Pedro



Moradores da Vila São Pedro estão em pânico desde quinta-feira (01). A pacata comunidade que está divisa entre os municípios de Cruzeiro do Sul e Rodrigues Alves foi palco de cenas de terror na noite quinta-feira, com a morte da dona de casa Maria das Graças Henrique de Menezes, 33, que foi brutalmente assassinada a golpes de terçado, e, neste sábado (03), com o homicídio de Francisco Leudomar Tertuliano da Silva, 24, que foi executado com os mesmos requintes de crueldade. De acordo com a polícia, um ex-companheiro da mulher teria cometido os dois homicídios, motivado por crises de ciúme.


Moradores da Vila São Pedro estão em pânico desde quinta-feira (01). A pacata comunidade que está divisa entre os municípios de Cruzeiro do Sul e Rodrigues Alves foi palco de cenas de terror na noite quinta-feira, com a morte da dona de casa Maria das Graças Henrique de Menezes, 33, que foi brutalmente assassinada a golpes de terçado, e, neste sábado (03), com o homicídio de Francisco Leudomar Tertuliano da Silva, 24, que foi executado com os mesmos requintes de crueldade. De acordo com a polícia, um ex-companheiro da mulher teria cometido os dois homicídios, motivado por crises de ciúme.

Francisco Leudomar estava em um boteco na noite sábado quando o homem chegou e, com um terçado na mão, partiu para acabar com a vida do rapaz que ainda tentou escapar deixando o local em disparada, mas, por ser deficiente de uma perna, não foi possível fugir das garras de seu carrasco. O assassino conseguiu desferir o primeiro golpe no momento em que Leudomar ainda estava às carreiras e, sem dó nem piedade, seqüenciou com o terçado e só se conteve ao ver a vítima perecendo com profundos cortes na cabeça, degolado e o corpo praticamente ticado dos golpes do facão.

O crime deste sábado intensificou as diligências das Polícias Civil e Militar que já estavam à procura do assassino da dona de casa, Maria das Graças, que estava dormindo por volta das 22h30m da última quinta-feira foi assassinada ao acordar para atender a um chamado na porta da casa onde morava, na mesma vila. A mulher também foi atingida com vários golpes de terçado na cabeça, no corpo e teve o pescoço praticamente decepado.

Agentes de Polícia Civil e patrulhas do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar realizam buscas na tentativa de prender o responsável pelos dois homicídios.

De acordo com as investigações realizadas até a madrugada desta segunda-feira (05), o ex-companheiro de Maria das Graças, José Barbosa da Cruz, teria cometido os crimes.
Informações dão conta de que o suspeito havia morado com Maria das Graças e há alguns meses saiu de casa, mas o casal ainda matinha relações. Entretanto, durante o Novenário em Honra a São Pedro, no mês de junho, a mulher teria se envolvido com outros homens e, um deles, teria sido Leudomar. A ira por está sentindo-se traído teria sido o motivo da fúria de José Barbosa que decidiu acabar com a vida da mulher e do possível amante dela.

Mazinho Rogerio

FUREPOL realiza regularização dos pontos de venda de bebidas alcoólicas



O Fundo de Reaparelhamento Policial – FUREPOL está realizando a regularização dos pontos de venda bebidas alcoólicas. Proprietários de bar, comércios, todos os pontos de vendas de bebidas alcoólicas devem comparecer ao FUREPROL para fazer a regularização.


O Fundo de Reaparelhamento Policial – FUREPOL está realizando a regularização dos pontos de venda bebidas alcoólicas. Proprietários de bar, comércios, todos os pontos de vendas de bebidas alcoólicas devem comparecer ao FUREPROL para fazer a regularização.

O documento de regularização é obrigatório e caso a pessoa não estiver regularizada receberá uma multa que varia de R$180 a R$ 1.800. Os documentos necessários para a regularização são cópia do RG e do CPF, cópia do comprovante de residência, certidão de regularidade emitida pela SEFAZ, comprovante de inscrição do CNPJ e laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o diretor da FUREPOL em Cruzeiro do Sul, Vitor Damasceno, é importante fazer a regularização. “Bares, comércios, distribuidoras, motéis, hotéis, restaurantes, qualquer ponto de venda de bebidas alcoólicas deve fazer a regularização do seu estabelecimento porque já estamos na metade do ano fiscal e estamos esperando que essas pessoas venham até nós e é através desse documento a polícia tem acesso aos locais onde são vendidos bebidas para facilitar a segurança pública”.

Para fazer a regularização é só dirigir-se a FUREPOL, levar os documentos e efetuar o pagamento de uma taxa.

Mulher é assassinada de forma brutal na Vila São Pedro


A dona de casa Maria das Graças Henrique de Menezes, 33, dormia na casa onde morava na Vila São Pedro, em Rodrigues Alves, quando por volta das 22h30m desta quinta-feira (01) foi chamada para a morte. Um homem, até a manhã de sexta-feira ainda, não identificado, acordou a mulher e quando ela abriu a porta foi recebida a golpes de terçado. A polícia suspeita que o crime tenha sido praticado por um dos ex-maridos de Maria das Graças.


A dona de casa Maria das Graças Henrique de Menezes, 33, dormia na casa onde morava na Vila São Pedro, em Rodrigues Alves, quando por volta das 22h30m desta quinta-feira (01) foi chamada para a morte. Um homem, até a manhã de sexta-feira ainda, não identificado, acordou a mulher e quando ela abriu a porta foi recebida a golpes de terçado. A polícia suspeita que o crime tenha sido praticado por um dos ex-maridos de Maria das Graças.

A barbaridade do crime chocou a população da comunidade. A dona de casa foi surpreendida pelo assassino que chegou sem que os vizinhos tomassem conhecimento, chamou vítima e desceu o facão sem piedade. Foram vários golpes aplicados de forma cruel que atingiram a cabeça deixando exposta a massa cefálica, o pescoço praticamente decepado, os braços, as mãos, as pernas e outras partes da mulher ficaram todas cortadas.

De acordo com informações da polícia, um vizinho ainda escutou a voz de Maria das Graças que pedia socorro na medida em era atingida com os golpes de terçado. Mas, ao chegar à casa da mulher, o assassino já havia deixado o local do crime. A única coisa que o vizinho pode fazer foi chamar a polícia. O corpo foi levado ao Hospital do Juruá pelos agentes da Polícia Civil que fizeram os procedimentos de perícia técnica.

Na mesma noite os policiais militares realizaram várias rondas pela vila e em outras comunidades na tentativa de identificar o responsável pelo crime, mas não tiveram êxito. Familiares da vítima prestaram queixa na manhã desta sexta-feira (02) na Delegacia de Proteção à Mulher em Cruzeiro do Sul.

O delegado Odilon Neto assumiu o caso e comanda as investigações. Equipes de policiais civis já realizaram várias diligências, mas até agora não divulgaram o nome de nenhum suspeito. Maria das Graças já havia sido casada por quatro vezes e ultimamente vivia separada. Uma das hipóteses levantadas é que um dos ex-maridos seria o responsável pela morte da dona de casa.

Corpo de Bombeiros interdita empresas que trabalham com extintores em Cruzeiro do Sul



O batalhão do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul interditou lojas de revenda de extintores em Cruzeiro do Sul. As lojas estavam há mais de dois anos trabalhando sem cadastro junto ao Corpo de Bombeiros.



O batalhão do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul interditou lojas de revenda de extintores em Cruzeiro do Sul. As lojas estavam há mais de dois anos trabalhando sem cadastro junto ao Corpo de Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros recebeu uma intimação da Promotoria para realizar a vistoria nas lojas que trabalham com extintores. A intimação veio através de uma denúncia sobre as lojas que estavam fazendo recargas de extintores sem estarem cadastrados no INMETRO. Os bombeiros já haviam notificado as empresas e dado um prazo para realizarem a regularização.

O sargento Murilo, do Corpo de Bombeiros, explica os motivos pelas qual as empresas foram interditadas. “Essas empresas estavam atuando no mercado há mais de dois anos e de acordo com a nossa legislação as empresas devem ter um cadastro junto aos bombeiros. Nós já havíamos as notificado para que se cadastrassem e como foi dado esse prazo e não foi cumprido e também não havia cadastro perante o INMETRO, elas não poderiam está mais atuando no mercado por estarem de forma irregular”.

O setor que fiscaliza essas questões no Corpo de Bombeiros é a SAT – Seção de Atividades Técnicas, que atua na área da fiscalização do cumprimento da lei 1137 da especificação técnica do Corpo de Bombeiros. Para as empresas para voltar a atuar no mercado elas precisam se regularizar ao INMETRO e fazer o cadastro junto ao corpo de bombeiros. Caso as empresas voltem a atuar de forma irregular, as empresas irão sofrer sanções na área administrativas e jurídicas, pelo crime de desobediência.