segunda-feira, 5 de julho de 2010

Mais um homicídio tira a tranqüilidade da população de Cruzeiro do Sul


Autoridades policiais de Cruzeiro do Sul estão preocupadas com o alto índice de violência registrado nos últimos dias. Na segunda maior cidade acreana, três pessoas foram assassinadas em um período de apenas 4 dias. A última vítima foi um homem de 38 anos de idade que foi morto a golpe de faca na tarde desta segunda-feira (05). O crime aconteceu próximo ao Batalhão da Polícia Militar.


Mazinho Rogerio

Autoridades policiais de Cruzeiro do Sul estão preocupadas com o alto índice de violência registrado nos últimos dias. Na segunda maior cidade acreana, três pessoas foram assassinadas em um período de apenas 4 dias. A última vítima foi um homem de 38 anos de idade que foi morto a golpe de faca na tarde desta segunda-feira (05). O crime aconteceu próximo ao Batalhão da Polícia Militar.

Orleir Rodrigues, 38, participava de uma bebedeira na casa de um colega e após um desentendimento foi atingido com uma faca sobre o peito esquerdo. Testemunhas afirmaram que Orleir teria ofendido com palavras o amigo, de nome Jairo, filho da dona da casa, que não gostou das ofensas e foi buscar uma faca para tirar a vida do companheiro de copo. A facada perfurou o coração da vitima que morreu de forma instantânea.

Antes de atingir o colega, Jairo ainda tentou contra a vida de sua própria mãe que se atreveu em tentar impedir o crime. Ele chegou a jogar a faca para acertar o abdômen da mulher que se esquivou e por pouco não foi atingida.

Familiares afirmaram que, logo em seguida ao homicídio, o assassino deixou o local em disparada e não deu tempo para ser capturado pela polícia que em questões de minutos chegou para atender a ocorrência já que o Batalhão da PM fica a menos de 500 metros da casa onde o crime aconteceu. Ao deixar o local, Jairo ainda teria afirmado que seu desejo era de ir para o presídio.

O histórico de violência do homicida faz a polícia acreditar que se trata de uma pessoa bastante perigosa. Segundo informações levantadas no ceio da família e entre os vizinhos, Jairo já teria tentado contra a vida de várias pessoas da sua própria família. Inclusive já havia atingido a facadas seus três irmãos.

Outros dois homicídios que aconteceram na Vila São Pedro também estão sendo investigados pela polícia que evidencia esforços na tentativa de prender o acusado. José Barbosa da Cruz é apontado como responsável pela morte de Maria das Graças Menezes da Silva, 33, assassinada a golpes de facão na noite de quinta-feira (01) e ainda pelo assassinato de Francisco Cleodomar Tertuliano da Silva, 31, que também foi executado com cortes de terçado no último sábado à noite.

www.vozdonorte.com.br - Mazinho Rogerio

PF prende comerciantes que vendiam gás de cozinha em ponto clandestino em Cruzeiro do Sul


Em uma operação realizada na tarde desta segunda-feira, 05 de julho, policiais federais acompanhados pelo Promotor de Justiça Rodrigo Fontoura de Carvalho, prenderam em flagrante três homens que eram responsáveis pela venda de gás de cozinha em um ponto sem as devidas documentações necessárias para o funcionamento.


Mazinho Rogerio

Em uma operação realizada na tarde desta segunda-feira, 05 de julho, policiais federais acompanhados pelo Promotor de Justiça Rodrigo Fontoura de Carvalho, prenderam em flagrante três homens que eram responsáveis pela venda de gás de cozinha em um ponto sem as devidas documentações necessárias para o funcionamento.

Os agentes federais prestavam apoio ao Ministério Público em uma fiscalização a um ponto de revenda de gás de cozinha no bairro COHAB. Na vistoria feita no local foi comprovado que o estabelecimento de venda de gás estava em desacordo com as normas legais, pois não apresentava credenciamento, não tinha alvará de funcionamento, tampouco certificado do Corpo de Bombeiros.

Os responsáveis pelo ponto de venda, os empresários L.S.G.G e F.R.O, e o revendedor V.S.S, receberam voz de prisão e conduzidos para a Delegacia de Polícia Federal. Os empresários repassavam os botijões de gás para V.S.S comercializar, pagando a este cerca de R$ 3,00 (três reais) por cada botija vendida. Os três foram indiciados no Art. 1º, inciso I, da Lei 8.176/91 que prevê, nestes casos, pena de 1 a 5 anos de detenção.

Um sargento do Corpo de Bombeiros que acompanhou a fiscalização, disse em depoimento, que o local onde ficavam armazenados os botijões, situado em um lote entre duas casas residenciais, oferecia grande risco de incêndio e até mesmo de explosão, colocando em risco toda a vizinhança.
Após ter sido lavrado o auto de prisão em flagrante os comerciantes foram liberados mediante pagamento de fiança.

www.vozdonorte.com.br - Mazinho Rogerio

Após dois homicídios, moradores da Vila São Pedro se manifestam solicitando presença da polícia


Centenas de moradores da Vila São Pedro bloquearam nesta segunda-feira (05) a Rodovia AC 405, estrada de acesso entre os municípios de Cruzeiro do Sul e Rodrigues Alves, em protesto a falta de segurança pública. A população exige a presença efetiva da polícia para reduzir o alto índice de ocorrências na vila. A manifestação foi provocada por vários crimes acontecidos no local e veio à tona após dois homicídios ocorridos na última semana.


Mazinho Rogerio

Centenas de moradores da Vila São Pedro bloquearam nesta segunda-feira (05) a Rodovia AC 405, estrada de acesso entre os municípios de Cruzeiro do Sul e Rodrigues Alves, em protesto a falta de segurança pública. A população exige a presença efetiva da polícia para reduzir o alto índice de ocorrências na vila. A manifestação foi provocada por vários crimes acontecidos no local e veio à tona após dois homicídios ocorridos na última semana.

A morte da dona de casa Maria das Graças Henrique de Menezes, de 32 anos de idade, assassinada na última quinta-feira (1) e o homicídio de Francisco Cleodomar Tertuliano da Silva, ocorrido na noite de sábado (3), serviram como estopim para uma manifestação realizada nesta segunda-feira pelos moradores da Vila São Pedro. O casal foi vitima de um mesmo homem que por ciúmes matou a mulher e executou o rapaz que teria presenciado o crime.

Aterrorizados com a brutalidade dos dois homicídios, os moradores de São Pedro decidiram clamar por mais atenção por parte da Secretaria de Segurança Pública e decidiram interditar o tráfego na estrada. A manifestação teve início ás 4 da madrugada. A população revoltada colocou galhos e fez uma fogueira no meio da via para impedir a passagem de carros. Com cartazes, crianças, mulheres, homens, jovens, adultos e idosos, fizeram um barreira humana e não deixavam ninguém furar o bloqueio.

A mobilização popular já havia sido anunciada antes mesmo dos dois assassinatos que deixaram a população em estado de pânico. “Já havíamos comunicado às autoridades que iríamos nos manifestar se não fossem tomadas providências para diminuir a violência aqui na Vila São Pedro. Mas, ninguém resolveu nada. Agora foi preciso acontecer duas mortes para se preocuparem” – alertou o subprefeito da Vilar Aldemir Leite.

A Polícia Militar já fazia rondas periódicas na Vila, mas os moradores alegam que não eram suficientes para conter a ação dos marginais. Todos os dias, a população de São Pedro presenciava vários tipos de crimes, principalmente, de assaltos, roubos e tentativas de homicídio. “As rondas não resolvem o problema. A polícia só passa por aqui e quando vai embora os marginais continuam aterrorizando. Existe tráfico de drogas e muita bebedeira” – revela o subprefeito.

Agentes da Polícia Civil e homens da Polícia Militar foram ao local para garantir a tranqüilidade durante o manifesto da população. Durante a tarde os comandantes da PM no Juruá, coronel Nascimento e Coronel Aires, mais o delegado que coordena as ações da Polícia Civil na Região, Elton Futigami, realizaram uma reunião com as lideranças da comunidade e chegaram a um entendimento. Logo após a reunião, às 15 horas, a multidão deixou o local e o tráfego na rodovia foi liberado.

WWW.VOZDONORTE.COM.BR - MAZINHO ROGERIO

Presidente da Câmara assume prefeitura de Rodrigues Alves


O presidente da Câmara de Vereadores, Darimar Rocha, assumiu nesta semana a Prefeitura de Rodrigues Alves. Darimar assumiu a prefeitura, pois o prefeito Burica foi a Rio Branco tratar dos convênios do PAC 2 para o município.


O presidente da Câmara de Vereadores, Darimar Rocha, assumiu nesta semana a Prefeitura de Rodrigues Alves. Darimar assumiu a prefeitura, pois o prefeito Burica foi a Rio Branco tratar dos convênios do PAC 2 para o município.

Nos mês de junho o presidente da Câmara assumiu a prefeitura por duas vezes. O vice – prefeito de Rodrigues Alves não pode assumir por ser candidato a deputado estadual. Darimar será prefeito em exercício até a volta do Burica neste sábado, (03).

O prefeito em exercício está focando nos preparativos para o aniversário do município. “Se Deus quiser vamos fazer uma festa mais bonita que a do ano passado e também estamos trabalhando bastante na questão da limpeza da cidade”.

A festa que acontecerá do dia 22 a 28 deste mês terá muitas atividades para a população, como atividades cívicas, rodeios, atividades esportivas, show de pára-quedismo, carnaval fora de época e a atração principal da festa o show do cantor Zezo.

Ainda de acordo com Darimar Rocha, será realizada também uma festa para receber o restante do maquinário de Rodrigues Alves. “Eu falei com o Burica e os maquinários já saíram de Rio Branco. Quando as outras máquinas chegarem, nós vamos fazer uma festa com os trabalhadores rurais. Vamos colocar essas máquinas para funcionar e ajudar a população da Zona Rural” – conclui o prefeito em exercício.


Luto: Morre técnico último campeão pelo Náuas


O futebol cruzeirense amanheceu entristecido na manhã de domingo 04 de julho, com a notícia do falecimento de Francisco de Oliveira Negreiros (Chico Duro) 49, encontrado enforcado, dentro do quarto, em sua residência localizada na Rua de Alagoas n° 570. Chico Duro cometeu suicídio, amarrando uma corda no pescoço e se empendurando numa travessa do quarto.


O futebol cruzeirense amanheceu entristecido na manhã de domingo 04 de julho, com a notícia do falecimento de Francisco de Oliveira Negreiros (Chico Duro) 49, encontrado enforcado, dentro do quarto, em sua residência localizada na Rua de Alagoas n° 570. Chico Duro cometeu suicídio, amarrando uma corda no pescoço e se empendurando numa travessa do quarto.

O corpo foi localizado por seu filho Madson dos Santos Negreiros, que residia com o pai. Madson, chegou na madrugada e levou o pai para dormir em seu quarto. No entanto quando sua esposa acordou por volta das 8 horas da manhã, o pai não estava no quarto, sendo localizado num quarto que fica na parte de fora da casa, já sem vida.

Chico Duro ganhava a vida comercializando farinha no Mercado Beira Rio, mas desde 2008, lutava contra a depressão e já havia tentado suicídio anteriormente.

Ex jogador do futebol cruzeirense, após encerrar a carreira dentro dos gramados, começou a trabalhar como treinador, ganhando destaque a frente do Udinese, time que ajudou a fundar na década de 90 e depois a frente do Náuas, onde comandou o time em seus dois últimos títulos no futebol amador.

Foi Chico o técnico do Náuas campeão cruzeirense de 2007 e também do Copão do Vale do Juruá do mesmo ano. Foram este dois títulos, que estimularam a diretoria e torcedores como o Deputado Edvaldo Magalhães a ingressarem com o time no futebol profissional em 2008.

O corpo de treinador está sendo velado em sua residência e será sepultado no final da tarde.

O Presidente do Náuas Edvan Marques lamentou a perda. Segundo ele, o ex-técnico foi sempre um incentivador e apoiador da equipe na era profissional. Sempre se colocando a disposição para ajudar, apontar falhas e exigir soluções. “Estamos de luto, perdemos uma pessoa que contribuiu com a história de nosso time”. Destacou o Presidente.

ASSECOM-Náuas Esporte Clube

Centrais sindicais apoiam proposta de Tião Viana para elevar salário mínimo


Relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2011, o senador Tião Viana (PT-AC) recebeu ontem em seu gabinete, no Senado, apoio dos dirigentes das centrais sindicais brasileiras para a sua proposta de reajustar o salário mínimo com base na inflação passada mais o crescimento médio da economia em 2009 e 2008. A proposta do senador acreano pode levar o salário mínimo do Brasil em janeiro do próximo ano para R$ 550, contra os atuais R$ 510.


Relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2011, o senador Tião Viana (PT-AC) recebeu ontem em seu gabinete, no Senado, apoio dos dirigentes das centrais sindicais brasileiras para a sua proposta de reajustar o salário mínimo com base na inflação passada mais o crescimento médio da economia em 2009 e 2008. A proposta do senador acreano pode levar o salário mínimo do Brasil em janeiro do próximo ano para R$ 550, contra os atuais R$ 510.

O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), dirigente da Força Sindical, destacou que o país tem de aproveitar o crescimento da economia para melhorar o salário mínimo. “Não é hora de parar. O próprio Banco Central diz que o Brasil vai crescer neste ano mais de 7 por cento e, então, há margem para aumentar o salário em mais de 10 por cento”, disse o parlamentar.

As centrais sindicais decidiram procurar os deputados e senadores da Comissão Mista de Orçamento do Congresso para defender a aprovação da proposta de Tião Viana. "Depois, a gente luta mais à frente para aumentar ainda mais o percentual e repassar o valor aos aposentados do INSS que ganham mais que o salário mínimo", afirmou Edmundo Benedetti Filho, representante do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da União Geral dos Trabalhadores (UGT).