sexta-feira, 3 de setembro de 2010

PM do Juruá reforça contingente com incorporação de mais 47 policiais

Em formatura solene no quartel da PM em Cruzeiro do Sul, foi realizada nesta sexta-feira, 04, a apresentação dos 47 novos policiais militares que passam a integrar o batalhão local. Todos foram aprovados em concurso e assumem seus postos depois de concluírem o curso de formação que teve duração de nove meses no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa, na capital.
Os novos policiais receberam as boas vindas do comandante do Comando de Policiamento Operacional 2, coronel Júlio Cesar, e do comandante do batalhão local, coronel Nascimento. Em sua fala, o coronel Júlio Cesar lembrou que ser policial não significa assumir uma profissão qualquer, mas um sacerdócio. Ele orientou sobre a necessidade de comportamento padrão por parte do policial visando sempre melhorar a qualidade de vida nas cidades em que atuam.

Segundo Júlio Cesar, nesse período de pré Expoacre Juruá, todos os novos policiais ficarão atuando em Cruzeiro do Sul dando segurança ao maior acontecimento econômico da região. Depois do evento, eles serão distribuídos pelo Vale do Juruá; Porto Walter receberá seis policiais, Marechal Thaumaturgo, sete, Rodrigues Alves e Mâncio Lima, cinco cada, cabendo a Cruzeiro do Sul o total de 24 novos policiais.

A distribuição dos policiais é feita de acordo com a colocação obtida no curso de formação. Futuramente, segundo o coronel, poderá haver remanejamento, desde que identificada maior necessidade de policiamento em determinadas áreas. Ainda segundo o coronel, será reforçado o policiamento nas vilas São Pedro, Santa Rosa, Santa Luzia e Assis Brasil.

A partir de hoje a PM já começa a fazer rondas mais intensivas nas escolas, principalmente naquelas com maior demanda como a Escola Craveiro Costa que está situada numa área com alto índice de criminalidade. Segundo Júlio Cesar, o curso de formação tem nova matriz curricular, onde é reforçada a visão de polícia da comunidade. "Com certeza esta turma é uma das melhores já formadas em nosso centro de Rio Branco. A ideia com eles não é completar policiamentos antigos, mas criar policiamentos novos, principalmente na área preventiva", afirma.

O coronel disse que as ações preventivas acontecerão no policiamento escolar, policiamento no centro e intervenção nas comunidades com base móvel. "A parte preventiva é com certeza o que mais a comunidade precisa", avalia o coronel Júlio César.


Grande Reforço

Para o comandante do Batalhão da PM em Cruzeiro do Sul, coronel Nascimento, os novos policiais representam um grande reforço no combate à criminalidade e no incremento do policiamento preventivo que, para ele, é a missão principal da PM. Nascimento também vê grande importância no aumento do contingente em municípios mais distantes como Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, que necessitavam desse reforço. "Com certeza estamos mais preparados para enfrentar a violência", disse.

A nova policial, Maria Pinheiro, lembrou o treinamento rigoroso em Rio Branco. Casada, teve que deixar a família, inclusive o filho pequeno durante o período. "Esta nova corporação veio para somar. Todos estão muito bem preparados. O mais difícil foi a distância; muitos já cursavam faculdades, outros eram casados. Foi difícil; quem ficou é porque realmente gosta e quer trabalhar", comentou.


Para o policial Emerson de Oliveira, mais um dos novatos, o curso de formação foi muito exigente. Muitas matérias, muitas provas, mas, o mais importante é que serviu para a preparação do grupo. "Estamos preparados para servir e proteger da melhor maneira possível". Ele comenta que a polícia hoje é orientada mais para o policiamento preventivo e comunitário e o curso enfatizou estes aspectos. "Como disse o comandante, a Polícia Militar é mais que uma profissão, é um sacerdócio. Muitas vezes vamos ter que deixar nossa família, para proteger outras famílias; ser um policial militar é um motivo de orgulho".

Escrito por Flaviano Schneider