quinta-feira, 11 de novembro de 2010

APADEC comemora 9 anos em Cruzeiro do Sul e vai implantar núcleo em Feijó



O Núcleo da Associação dos Pais e Amigos dos Dependentes Químicos (Apadeq) de Cruzeiro do Sul, comemorou 9 anos de implantação no município, com uma manhã de muita alegria e a presença de autoridades, parceiros e convidados, que visitaram a instituição que cuida de pessoas dependentes químicas.



O Núcleo da Associação dos Pais e Amigos dos Dependentes Químicos (Apadeq) de Cruzeiro do Sul, comemorou 9 anos de implantação no município, com uma manhã de muita alegria e a presença de autoridades, parceiros e convidados, que visitaram a instituição que cuida de pessoas dependentes químicas.

A solenidade comemorativa aconteceu no auditório da instituição, que está localizada na antiga Fazenda do Governo, na Estrada Velha do Aeroporto e atualmente dispõe de boa estrutura para realizar o trabalho de dar a mão aqueles que foram tocados pelas drogas. O diretor da Apadeq, Raimundo Felício, o popular Branco, agradeceu a presença do advogado Heleno Farias, do capitão Estephan Barbary, do ex-gerente do IBAMA, Márcio e da comitiva que veio do município de Feijó, que em breve está recebendo uma extensão da Apadeq.

“ O resgate da vida é o maior destaque do nosso trabalho. Aqueles que estavam com a vida interrompida em conseqüência do uso de drogas tem uma chance de se recuperar. Tenho como destaque primordial ajudar a ressuscitar o vivo, porque um dependente químico é um morto vivo e pode destruir sua própria vida e a da família, que é a segunda vítima, afirmou Branco.

O Núcleo da Apadeq em Cruzeiro do Sul é mantido com apoio do deputado estadual Donald Fernandes, criador da instituição do Acre, com o objetivo de trabalhar pela recuperação dos dependentes químicos, de forma gratuita, além de contar com apoio da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, através do prefeito Vagner Sales, de Rodrigues Alves, através do prefeito Burica, de Mâncio Lima, através do prefeito Cleidson Rocha e a sociedade em geral que coopera com a manutenção da estrutura ajudando a quem está precisando se livrar das drogas.

“ Quero destacar a preocupação da sociedade em modo geral, mas, sobretudo aquele que nos mantém, a prefeitura municipal de Cruzeiro do Sul, parceiro importante, que tem uma dedicação e atenção juntamente a rede municipal de Educação e Saúde ao mesmo tempo. Os prefeitos Vagner Sales, tem sido o grande parceiro, mas agradecemos os prefeitos Burica e Cleidson Rocha pela parceria. Agradeço a sociedade de modo geral e a imprensa que nos dá atenção sempre que é necessário divulgar os casos e ao mesmo tempo anunciar a vitória de cada um que luta trabalhando por este povo”, ressaltou.

O diretor da Apadeq enfatiza que a conseqüência do uso indevido de drogas leva a dependência química, atingindo pessoas que são cidadãos responsáveis, mas depois de se envolver com o uso de drogas modifica para pior sua vida e a dos familiares, enfrentando preconceito, desigualdade e exclusão social. Acreditando na força de Deus e no recurso do homem de proporcionar a perspectiva de uma recuperação que pode ser conseguida por todos.

“ É preciso querer largar o vício, mas ainda existe muito preconceito, não somente o preconceito que atribui a um dependente químico, mas um preconceito a nível nacional, ainda é o maior problema. O país vive uma deficiência muito grande, não só do preconceito, mas de caráter. Iniciar uma superação na deficiência da desigualdade, não olhando para ela, mas apontando soluções e perspectiva de vida para quem vive em desigualdade, precisa virar prioridade ”, afirmou Branco.

Branco agradeceu a presença da comitiva de Feijó, município que vai implantar em breve uma unidade da Apadeq, destacando a presença do secretário de Administração e do comandante da Polícia Militar, capitão Estephan Barbary, que conhece o trabalho da instituição e torna-se parceiro da implantação no vizinho município.

O secretário de Administração do município de Feijó, participou das festividades do 9º aniversário da Apadeq, destacando a importância da instituição e anunciando que o prefeito Raimundo Ferreira (Dindim), que tem uma grande preocupação com a área social do município, investe na implantação de uma unidade da Apadeq.

“ A proposta para instalar um Núcleo da Apadeq em Feijó, feita pelo comandante da Polícia Militar no município, capitão Estephan Barbary, conseguiu a adesão imediata do prefeito e dos vereadores. O prefeito Dindim tem essa preocupação de resgatar o camarada que está marginalizado, envolvido na droga e no álcool, abandonado pela própria família, pelos amigos, a margem da sociedade. As drogas estão espalhadas em todos os municípios e o prefeito sensibilizado com a situação deu sinal verde para a parceira que vai implantar o núcleo da Apadeq, com apoio de outras entidades para resgatar esses cidadãos atingidos pelas drogas”, disse.

O capitão Estephan Barbary, comandante da Polícia Militar em Feijó, visitou a unidade da Apadeq e participou da comemoração do 9º aniversário, ressaltando que ao chegar ao município de Feijó ficou preocupado com o índice de violência e procurou o prefeito para fazer a parceria com a Apadeq de Cruzeiro do Sul

“ Observamos a problemática que surgiu em conseqüência da quantidade de pessoas alcoolizadas. Mensalmente, em torno de 15, 16 às vezes até mais pessoas eram conduzidas à delegacia por estarem alcoolizados e em razão disso cometiam algum tipo de crime ou contraversão penal. Então, procuramos o diretor da Apadeq em Rio Branco, conhecemos o sistema, então, surgiu à idéia de implantar uma filial no município de Feijó. O trabalho é feito com seriedade e queremos beneficiar nossa população com esta importante entidade”, disse.

As autoridades e convidados conheceram as dependências da Apadeq – oficina, auditório, refeitório, dormitórios, biblioteca, sala de informática – e participaram da inauguração da igreja. Branco agradeceu a presença dos convidados e das autoridades que apóiam a iniciativa de manutenção da Apadeq.

“ O trabalho aqui é feito com seriedade, as pessoas que trabalham com os pacientes são muito eficientes e com certeza vamos conseguir reduzir esse número de pessoas alcoolizadas e drogadas na nossa cidade. Recebemos um apoio do nosso deputado federal, Henrique Afonso, que tanto já nos ajuda e ainda continua no projeto. A Apadeq, em Cruzeiro do Sul, é a melhor clinica na região Norte”, finalizou.

Policia Federal e 61º BIS realizam projeto Carbono Neutro



Em agosto de 2008, a Polícia Federal aderiu ao Programa Brasileiro GHG Protocol para a formulação de inventários de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Em dezembro daquele mesmo ano, nascia o Programa Carbono Neutro, premiado na 1ª e na 2ª Edições do Prêmio Época de Mudanças Climáticas (publicado na Revista Época – Ed. Globo, em 15 de dezembro de 2008, e em 03/10/2009).


Fotos Mauricio Moacir da Rosa


Em agosto de 2008, a Polícia Federal aderiu ao Programa Brasileiro GHG Protocol para a formulação de inventários de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Em dezembro daquele mesmo ano, nascia o Programa Carbono Neutro, premiado na 1ª e na 2ª Edições do Prêmio Época de Mudanças Climáticas (publicado na Revista Época – Ed. Globo, em 15 de dezembro de 2008, e em 03/10/2009).

O Programa Carbono Neutro é uma iniciativa da Polícia Federal de plantar árvores, utilizando espécies florestais nativas, cuja biomassa, através da fotossíntese, servirá para compensar o gás carbônico emitido nas unidades do órgão.

A meta para 2010 em Cruzeiro do Sul era de realizar o plantio de 272 mudas de árvores e ao mesmo tempo, contribuir com a formação da comunidade jovem por meio do caráter pedagógico da prática do plantio e da conscientização sobre o aquecimento global e da importância da neutralização e redução das emissões de GEE.

Este ano, a meta foi atingida graças à colaboração de várias entidades: As mudas foram fornecidas pela UGAI – Unidade de Gestão Ambiental Integrada. A escolha das espécies adequadas e locais mais adequados ao plantio foi feita com a ajuda de técnicos da Secretaria Municipal de Agricultura; A área do plantio, próxima ao Aeroporto Internacional, foi cedida pela INFRAERO. Fundamental no suporte logístico, o 61º Batalhão de Infantaria de Selva (61º BIS) forneceu pessoal para o plantio das centenas de mudas, local para a cerimônia, transporte dos alunos, entre outras importantes contribuições.

O projeto Carbono Neutro é um projeto da Policia Federal e atuamos aqui como parceiros, cedendo um espaço para plantio das árvores. " “Recrutamos isso daí como um projeto muito importante, uma atividade de suma importância, sobre tudo quando é executada pelas crianças que serão os homens do amanha e que já crescerão com a consciência de preservar o nosso meio ambiente”, disse o coronel Romell.

O delegado da Polícia Federal, Roberto Perez, destacou o Projeto Carbono Neutro, baseado num estudo feito pela Polícia Federal em 2007 e neste ano foi verificado quanto de gás carbônico é emitido pela instituição. O trabalho policial em 2007 foi responsável pela emissão de 17 mil toneladas de gás carbônico e para revisar esse impacto ambiental a Policia Federal desenvolveu o projeto carbono neutro, que procura lavrar árvores nas unidades onde atua.

“ É um projeto desenvolvido pela Polícia Federal a cada ano que tem o objetivo de revisar o prejuízo causado pelas atividades policiais. Neste ano conseguimos implantar o implantar esse projeto com a ajuda dos nossos parceiros do Exército, que já é uma amiga nossa de muitas outras ações e mais uma vez colaborou. Estendo a mão amiga para a Infraero que estendeu a área para o plantio, a Prefeitura que também nos ajudou oferecendo técnicos e a de Estado e Floresta nos forneceu as mudas”, agradeceu o delegado.

61º BIS realiza Formatura de despedida de 45 militares



O 61º Batalhão de Infantaria e Selva (61º BIS) realizou uma solenidade que marcou a despedida de 45 militares – subtenentes e sargentos - que cumpriram sua missão no Batalhão Marechal Thaumaturgo e na fronteira mais Ocidental do Brasil.


O 61º Batalhão de Infantaria e Selva (61º BIS) realizou uma solenidade que marcou a despedida de 45 militares – subtenentes e sargentos - que cumpriram sua missão no Batalhão Marechal Thaumaturgo e na fronteira mais Ocidental do Brasil.

O comandante do 61º BIS, coronel Romell Oliveira, agradeceu os serviços prestados pelos militares que foram transferidos para outras guarnições no país, depois de passar dois anos ou mais na região.

“ Fica aqui o nosso agradecimento, o nosso reconhecimento a esses companheiros pelo serviço abnegado e dedicado com que empreenderam o cumprimento da nossa missão aqui no sistema Oeste do nosso país. Com certeza é uma troca de experiência que faz parte da nossa carreira militar e obediência nacional. Então, esses companheiros estão partindo e outros companheiros estão chegando, transferidos para o nosso patamar”, destacou.

SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE É ALVO DE INVESTIGAÇÕES DO MPE



Nessa quarta-feira, 10, representantes de bairros, conselheiros municipais de saúde e a imprensa estiveram reunidos no prédio do MPE, acompanhando um diagnóstico minucioso a cerca das reclamações envolvendo o sistema público de saúde, oferecido pelo governo do estado.



Nessa quarta-feira, 10, representantes de bairros, conselheiros municipais de saúde e a imprensa estiveram reunidos no prédio do MPE, acompanhando um diagnóstico minucioso a cerca das reclamações envolvendo o sistema público de saúde, oferecido pelo governo do estado.

Diante de graves acusações, o Ministério Público Estadual, por meio do promotor de Justiça, Walter Filho se reuniu na sede do MPE em Cruzeiro do Sul, com várias lideranças para explicar os procedimentos investigativos que permeiam as graves denúncias envolvendo o Hospital do Juruá e a Maternidade.

Em meio às denúncias estão: abusos da equipe médica aos pacientes, maus tratos e até mesmo negligência. Segundo o promotor que acompanha o caso, o Ministério Público vai notificar profissionais envolvidos, assim como também a direção das instituições envolvidas.

“A partir desta audiência realizada, será instaurado um procedimento administrativo, onde serão apurados os fatos. E depois de ter ouvido as pessoas acusadas, buscaremos colocar em prática as metas propostas, tendo à prestação de serviços público com eficiência a principal base. Resolver o problema de uma forma total não será solucionado de imediato, mas esperamos que em breve parte dessas supostas irregularidades sejam resolvidas”, declarou o promotor de justiça, enfatizando o compromisso do MP com a sociedade.

Perante das revelações, a administração da Maternidade enviou uma nota ao Ministério Público, manifestando conhecimento sobre as reclamações e assegurou que será aberto um processo administrativo para examinar a veracidade dos fatos. Quanto à direção do Hospital do Juruá, até agora não houve nenhum pronunciamento.

PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE É TEMA DE PROJETO ESCOLAR



A escola estadual de ensino fundamental governador Hugo Carneiro realizou no ano de 2010 inúmeros projetos voltados a questão ambiental, visando a formação da consciência sustentável do Meio Ambiente. Nessa quarta-feira, a instituição apresentou o trabalho na Escola Maria lima de Souza.



A escola estadual de ensino fundamental governador Hugo Carneiro realizou no ano de 2010 inúmeros projetos voltados a questão ambiental, visando a formação da consciência sustentável do Meio Ambiente. Nessa quarta-feira, a instituição apresentou o trabalho na Escola Maria lima de Souza.

Alunos e a comunidade escolar estão evolvidos há cerca de três meses na construção e desenvolvimento da iniciativa. “É partindo desta realidade que a gente pode proporcionar situações de aprendizagem riquíssimas em dinâmicas”, declarou a professora Gorete Caetano.

A iniciativa agora está sendo expandida para outras instituições. A diretora da escola Maria Lima de Souza, Francisca Nicácio, por exemplo, ao ver o trabalho decidiu convidar escola uma apresentação. “Ao assistir o projeto decidi trazer para a nossa comunidade escolar por conta da significação da temática, que se trata da importância e preservação da natureza”, explicou a diretora.

Várias atividades foram desenvolvidas na escola, dentre elas teatro, musica e poesia. Tendo sempre as crianças como peça fundamental no processo de sensibilização da preservação da natureza.

Mensagens reflexivas aliadas à inocência de centenas de crianças trazem a dimensão do grave problema que o planeta vem passando nos últimos anos. Talvez muitos adultos ainda não tenham a capacidade entender as conseqüências da ação do homem na natureza, mas sem dúvidas se o futuro dependesse somente das crianças com certeza seria um mundo bem melhor.

“É importante preservar o meio ambiente, pois assim ajudamos na sobrevivência dos seres vivos na terra. Por isso, o projeto tenta ajudar, fazendo com que o homem perceba a necessidade que temos em preservar a natureza para as futuras gerações”, finalizou a pequena Sarah da Costa, 11, estudante da escola Hugo Carneiro.


Burica continua abrindo ramais



Enquanto o inverno amazônico (período chuvoso) não chega para valer, o prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Ernilson de Freitas, o Burica, está com as máquinas da prefeitura na zona rural abrindo estradas para tirar do isolamento centenas de famílias de agricultores. Isso vai permitir o escoamento da produção de farinha na cidade. "Antes, a gente levava as sacas de farinha nas costas mesmo, porque do jeito que estava não dava para passar nem carroça", afirma José Alves da Silva, do Pólo Agro-florestal.


Dílson Ornellas

Em Rodrigues Alves as máquinas não param

Enquanto o inverno amazônico (período chuvoso) não chega para valer, o prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Ernilson de Freitas, o Burica, está com as máquinas da prefeitura na zona rural abrindo estradas para tirar do isolamento centenas de famílias de agricultores. Isso vai permitir o escoamento da produção de farinha na cidade. "Antes, a gente levava as sacas de farinha nas costas mesmo, porque do jeito que estava não dava para passar nem carroça", afirma José Alves da Silva, do Pólo Agro-florestal.

De acordo com Burica, não faria sentido administrar um município, com cerca de 80 por cento da população vivendo na área rural, se não fosse possível levar beneficio às comunidades distribuídas por 750 quilômetros de ramais (estradas de barro que levam ao interior) e aos doze projetos de assentamento ali existentes.

"Se não fosse o senador Tião Viana (eleito governador ainda no primeiro turno deste ano pelo PT), que nos ajudou a conseguir os tratores e caminhões, acho que eu teria renunciado, porque não ia agüentar ver tantos trabalhadores isolados, sem condições de chegar à cidade", revela o prefeito, acompanhado pelo presidente da Câmara de Vereadores, Darimar Rocha, e do deputado eleito Jonas Lima.

Antes do esforço da prefeitura chegar à zona rural, homens como o agricultor José Lima de Souza, de 32 anos, no Ramal do Pólo Agro-Florestal de Rodrigues Alves, tentavam abrir passagem cortando o mato a facão

Osnir Pereira dos Santos fez questão de mostrar ao prefeito Burica o poço artesiano e as 14 casas de alvenaria, de três quartos, que o Incra construiu no local. Famílias que moram próximas à Vila Santa Rosa, do município de Cruzeiro do Sul, pediram ao prefeito que providencie uma equipe de saúde para aquelas famílias, porque a Secretaria de Saúde de Cruzeiro do Sul só envia agentes de saúde para medir a pressão dos trabalhadores.

O prefeito de Rodrigues Alves explicou que a abertura de estradas é importante para que se leve energia elétrica à toda zona rural. "Hoje temos 80 por cento da região coberta pelo programa Luz para Todos, mas logo teremos 100 por cento", revelou Burica. Por onde andou ele informou aos agricultores que está em fase de conclusão as instalações da Feira do Produtor Rural, no centro da cidade.

Câmara se prepara para elege nova Mesa Diretora



A eleição acontece no dia 30 de novembro, na câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, sendo a eleição a última sessão do ano. Até o momento foi apresentado três nomes para compor a mesa, o vereador Luiz Correia pela oposição e o Celso Lima Verde, PMDB, também da oposição e Romário Tavares. Os candidatos a presidência da Câmara contarão com a presença e votos de 10 vereadores.


A eleição acontece no dia 30 de novembro, na câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, sendo a eleição a última sessão do ano. Até o momento foi apresentado três nomes para compor a mesa, o vereador Luiz Correia pela oposição e o Celso Lima Verde, PMDB, também da oposição e Romário Tavares. Os candidatos a presidência da Câmara contarão com a presença e votos de 10 vereadores.

Romário Tavares, presidente em exercício, afirma que o debate sobre o novo presidente da Câmara Municipal para próximo Biênio já começou. Nós temos dois candidatos hoje, temos o Luiz Correa que é chapa pura da oposição e temos o candidato Celso Lima Verde, que também te chapa pura da situação da base do prefeito Vagner Sales, e tem a minha candidatura. Eu defendo um debate, onde a gente possa compor a mesa diretora com todos os partidos tanto da base aliada como da base oposição, disse.

O atual presidente diz já ter convidado o Luiz Correia e Celso Lima Verde e todos os demais vereadores para um debate democrático. Segundo ele, só será candidato a presidência da Câmara Municipal se houver um debate, que permita a mesa diretora está com todos os representantes dos partidos que componham a Câmara Municipal, ou seja, uma mesa composta por representantes do PSDB, PMDB , PCdoB e PT. O mesmo acredita que os vereadores terão maturidade suficiente para eleger uma nova mesa diretora, a qual possa dar a sociedade cruzeirense o gosto de ter uma mesa diretora com todos os partidos que componham a Câmara Municipal .

Na entrevista concedida ao Jornal Voz do Norte Romário explicou que a população de Cruzeiro do Sul que a mesa diretora é composta pelo presidente, vice presidente, primeiro secretário e segundo secretário. Ainda comentou que mesmo o presidente sendo da base aliada do prefeito não significa que este irá comandar sozinho a Câmara Municipal. E isto é garantido porque existe um regimento interno da Câmara Municipal Legislativa de Cruzeiro do Sul, que diz que todas decisões devem ser tomadas pela maioria da mesa.

Quando questionado sobre a possível reeleição do vereador Gilvan, Romário afirmou que na política tudo é possível. Para ele a reeleição do atual presidente, o vereador Gilvan, é preciso que aconteça uma mudança na atual lei que rege a Câmara Municipal. A lei vigente diz que o presidente só poderá ter um mandado, e para que haja sua reeleição, faz_se necessário uma mudança, a qual deve ser requerida pela mesa diretora e contar com pelo menos sete votos.

Segundo o atual presidente ainda há tempo, até o dia 30, para o vereador Gilvan lançar sua candidatura. Mas segundo ele, o vereador em momento algum o chamou para debater sobre o assunto.

Eu tenho que ser sincero aqui. Ele tem se preocupado com o mandado dele. Agora, esses dias, está como prefeito em exercício, mas eu tenho certeza que se esta proposta for para o debate na Câmara Municipal, se os vereadores chamassem ele, eu tenho certeza que ele ia apresentar essa lei, mas eu não sei se ele vai apresentar essa lei mesmo sem conversar com os vereadores, acrescentou.

Eu espero que os vereadores possam ter maturidade, acho que agora na política nós vivemos em um momento especial. O povo não vota mais em pessoas que não trabalha que não respeita o cidadão. Eu acho que agora é o momento especial, a câmara municipal vai tomar a atitude correta e vai eleger uma nova mesa diretora que possa continuar um trabalho que vem fazendo ai a mesa atual.